Presidente do Bayern cobra ação da UEFA se PSG não cumprir regras financeiras

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014 14:17 BRST
 

5 Fev (Reuters) - O ex-jogador alemão e presidente do Bayern de Munique, Karl-Heinz Rummenigge, se tornou nesta quarta-feira mais uma autoridade do futebol a cobrar da Uefa a aplicação das chamadas regras do "jogo limpo financeiro", afirmando que a entidade deve agir contra o Paris St Germain no caso de descumprimento da norma.

Pelas regras, que começaram a valer nesta temporada depois de um período de três anos de transição, os times de futebol não podem gastar mais do que ganham com direitos de TV, bilheteria, patrocínio e prêmios de competições.

O sistema, que permite algum endividamento, tem como objetivo terminar com os altos e irresponsáveis gastos com compra e salários de jogadores financiados pelo patrimônio dos donos dos clubes.

"Eu não posso imaginar que o Paris St Germain está cumprindo com as regras do jogo limpo financeiro", afirmou nesta quarta-feira Rummenigge, que também é presidente da Associação de Clubes Europeus.

O campeão francês PSG, propriedade da Autoridade de Investimentos do Catar, não fez até o momento comentários sobre a declaração.