February 6, 2014 / 1:47 PM / 3 years ago

Rússia tenta aplacar temores com segurança na Olimpíada de Inverno

3 Min, DE LEITURA

Por Mike Collett-White

SOCHI, Rússia, 6 Fev (Reuters) - A Rússia disse na quinta-feira que a Olimpíada de Inverno de Sochi está tão a salvo de atentados quanto qualquer lugar do Ocidente, depois de Washington emitir um alerta a aeroportos e companhias aéreas de que tubos de creme dental poderiam ser usados para a confecção de bombas em voos com destino à Rússia.

As forças russas estão em alerta elevado contra ameaças de militantes islâmicos da região do Cáucaso do Norte, vizinha a Sochi. Em dezembro, um duplo ataque suicida matou pelo menos 34 pessoas em Volgogrado, cerca de 700 quilômetros a nordeste da sede olímpica.

Na véspera da cerimônia de abertura, o vice-premiê russo Dmitry Kozak disse a jornalistas em Sochi que os serviços de segurança do seu país estão trabalhando em conjunto com colegas da Europa e América do Norte.

"Não há razão para acreditar que o nível de perigo em Sochi seja maior do que em qualquer outro ponto do planeta, seja Boston, Londres, Nova York e Washington. Podemos garantir a segurança das pessoas tanto quanto qualquer outro governo que receba um evento de massas."

O presidente Vladimir Putin, que em 1999 iniciou uma guerra para esmagar uma rebelião islâmica na Chechênia, investiu sua reputação na realização dos Jogos, que custaram 50 bilhões de dólares --maior valor na história das Olimpíadas.

Guerrilheiros islâmicos que lutam para implantar um Estado islâmico na Chechênia e em regiões vizinhas no sul da Rússia ameaçam perturbar a realização do evento em Sochi, que eles dizem ser parte de áreas tomadas de tribos caucasianas no século 19.

Apesar do "anel de aço" estabelecido ao redor dos locais olímpicos e de 37 mil policiais e militares estarem de prontidão, as forças russas temem que uma mulher suspeita de planejar um atentado suicida tenha conseguido se infiltrar.

Mas as autoridades acreditam que o risco de um atentado é bem maior em outros lugares da Rússia do que em Sochi e nas montanhas do Cáucaso.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, já disse considerar Sochi um local seguro, mas nos bastidores há tensão entre autoridades dos EUA e da Rússia, inclusive por causa da possibilidade de o país anfitrião reagir com força excessiva no caso de um atentado que ponha civis em perigo.

Enquanto isso Putin, acusado no Ocidente de promover abusos contra dissidentes e minorias, enfrenta outros riscos. Seu legado pode ser maculado pelas polêmicas envolvendo a lei que proíbe a apologia da homossexualidade, o que provocou uma reação negativa de atletas, políticos e grupos de direitos humanos. A realização da Olimpíada de Inverno foi marcada também por suspeitas de corrupção, estouros orçamentários e preocupações com a segurança.

Mas o presidente espera que a partir de agora os olhares da imprensa mundial se voltem para as disputas no gelo e na neve. Mesmo antes da cerimônia de abertura, já há provas qualificatórias do esqui e snowboard.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below