6 de Fevereiro de 2014 / às 20:14 / em 4 anos

Hernanes espera que transferência à Inter abra portas da Copa

6 Fev (Reuters) - O meio-campista brasileiro Hernanes espera que sua transferência para a Inter de Milão abra as portas de uma vaga na seleção brasileira para a Copa do Mundo, embora ele não tenha revelado qual sua posição preferida.

O jogador também disse que Ronaldo é seu ex-jogador da Inter favorito, comentário que não deve cair bem entre a torcida interista, que se recorda bem como o atacante deixou o clube para ir ao Real Madrid logo depois de se recuperar de uma complicada lesão no joelho.

“Ronaldo... foi um dos três melhores jogadores de todos os tempos em minha opinião”, disse Hernanes a jornalistas. “Como todo jogador que atua com o pé canhoto, eu gosto do (ex-atacante uruguaio da Inter Alvaro) Recoba, e ele era de outra classe. Ele realmente me impressionava.”

Hernanes se transferiu para a Inter na janela de janeiro depois de três temporadas e meia na Lazio e falou com entusiasmo sobre o passado de seu novo clube.

“(A Inter) é o único clube a nunca ter sido rebaixado para a Série B. Isso prova que é um clube sério que sabe como conquistar os resultados”, disse ele em entrevista coletiva.

“E há o fato de que a Inter nunca foi envolvida nos ecândalos que atingiram o futebol italiano há alguns anos. Fico satisfeito com isso... Sou alguém que gosta de ficar longe de polêmica, é por isso que sempre faço o que é certo e justo. Estar em um clube assim aumenta o meu comprometimento com a causa.”

Ele então falou sobre suas expectativas para a Copa do Mundo.

“Acho que a Inter vai me dar ainda mais credibilidade em termos de seleção. Foi uma grande transferência, dei um passo a frente. Certamente será importante para a Copa do Mundo”, comentou.

Hernanes não foi titular em nenhum jogo da Copa das Confederações do ano passado, embora ele tenha entrado cinco vezes como reserva.

Um de seus problemas é que ele é visto como um volante que gosta de ir ao ataque, e o técnico da seleção, Luiz Felipe Scolari, prefere que seus volantes tenham papel fundamental de destruir as jogadas rivais.

“Gosto de jogar tanto pela esquerda quanto pela direita. Joguei como meia central na seleção, um dos dois usos de Scolari, enquanto na Lazio eu jogava como meia-atacante”, disse.

“Falei com o técnico (Scolari) sobre minha posição e disse a ele qual a minha preferida. Mas quando eu comecei a jogar futebol, com 14 anos, era lateral-direito... Joguei em praticamente todas as posições. Gosto de jogar no meio de campo, mas depende do que o treinador precisa de mim. Basicamente, não me incomodo de jogar em qualquer lugar.”

Reportagem de Brian Homewood

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below