Início dos jogos em Sochi desvia atenção de manifestações e ameaças

sábado, 8 de fevereiro de 2014 11:42 BRST
 

Por Mike Collett-White

SOCHI, Rússia, 8 Fev (Reuters) - As Olimpíadas de Inverno da Rússia começaram para valer neste sábado, primeiro dia de fato das competições, finalmente desviando os olhos do mundo das ameaças de militantes, uma lei "anti-propaganda gay" amplamente criticada e uma cerimônia de abertura que não correu de acordo com o roteiro.

Os Estados Unidos obtiveram o primeiro ouro no evento de slopestyle nas montanhas do Cáucaso, cerca de 40 quilômetros ao nordeste da cidade de Sochi, no Mar Negro, onde o principal parque olímpico está sediado.

O snowboarder norte-americano Sage Kotsenburg fez uma primeira volta quase impecável e venceu a prova de snowboard em meio ao som de rock e à dança dos torcedores, no dia de estreia da modalidade que visa atrair um público mais jovem aos Jogos de Inverno.

"Não tenho ideia do que está realmente acontecendo. É a coisa mais louca que já vi", disse Kotsenburg.

O presidente russo Vladimir Putin apostou sua reputação prometendo sediar uma Olimpíada segura e bem sucedida.

Cerca de 37 mil seguranças estão em alerta máximo em Sochi por conta das ameaças de grupos militantes islâmicos baseados na vizinha Chechênia, e em outras regiões do norte do Cáucaso, de atacar os Jogos entre os dias 7 e 23 de fevereiro, os mais caros de todos os tempos com um custo de 50 bilhões de dólares.

Analistas de segurança acreditam que um ataque é mais provável em outro local da Rússia para humilhar Putin, que desencadeou uma guerra para esmagar uma rebelião separatista chechena em 1999.

Dois homens-bomba mataram pelo menos 34 pessoas em dezembro em Volgogrado, 700 quilômetros ao nordeste de Sochi.   Continuação...