February 17, 2014 / 11:04 AM / 3 years ago

Secretaria de MT rebate danos em estádio mas promotor diz ser preciso nova avaliação

4 Min, DE LEITURA

Uma autoridade dos organizadores da Copa do Mundo FIFA no Brasil acompanha visistantes em um tour dentro da Arena Pantanal em Cuiabá. Um inspetor independente vai analisar os possíveis danos estruturais causados por um incêndio em outubro do ano passado no estádio de Cuiabá (MT), que sediará jogos da Copa do Mundo no Brasil, depois que a Reuters revelou um relatório mostrando que o incêndio foi muito pior do que o governo admitiu anteriormente. 13/02/2014Brian Winter

Por Brian Winter

SÃO PAULO, 17 Fev (Reuters) - Um inspetor independente vai analisar os possíveis danos estruturais causados ​​por um incêndio em outubro do ano passado no estádio de Cuiabá (MT), que sediará jogos da Copa do Mundo no Brasil, depois que a Reuters revelou um relatório mostrando que o incêndio foi muito pior do que o governo admitiu anteriormente.

O inspetor, cuja visita à Arena Pantanal já foi marcada para segunda-feira, fará um relatório para a Fifa e para as autoridades brasileiras, disse a porta-voz da Fifa, Delia Fischer, por telefone neste domingo.

"Nós estamos olhando para as alegações" de que o incêndio causou danos estruturais no estádio, disse Fischer.

A Reuters informou no sábado que um incêndio em 25 de outubro na ainda inacabada Arena Pantanal causou danos estruturais que poderiam "comprometer a estabilidade global da construção", segundo um relatório dos procuradores da República no Estado de Mato Grosso.

O documento de 18 páginas, que foi escrito em dezembro com base numa inspeção do engenheiro civil Jonathan Almeida Nery, contém fotos que ele afirma ser de concreto rachado nos pilares do estádio, bem como danos menos graves para a sua estrutura de aço.

A secretaria do governo matogrossense responsável pela organização da Copa no Estado, a Secopa, negou no domingo que o incêndio tenha causado danos estruturais e disse que o relatório do Ministério Público foi elaborado antes da conclusão de reparos no estádio.

Após esses reparos, segundo a Secopa disse em comunicado, foram realizados testes de carga concentrada e ensaios de resistência das estruturas e foram dadas garantias pelos construtores do estádio que não havia danos estruturais.

No entanto, um representante do Ministério Público disse no domingo que inspeções independente são necessárias para verificar se essas avaliações estão corretas.

"Eles não têm credibilidade", disse o promotor Clóvis de Almeida, afirmando que a Secopa está contando com as avaliações da empresa que contratou.

Os procuradores federais disseram na semana passada que abririam sua própria investigação sobre o incêndio com base no relatório dos procuradores estaduais. A FIFA disse que não tinha "conhecimento" de qualquer dano estrutural na instalação.

Arena Pantanal é um dos 12 estádios que sediará jogos da Copa do Mundo, que começa em 12 de junho. O estádio não foi concluído até dezembro, como estava previsto, mas as autoridades estaduais dizem que vai ser concluído no próximo mês.

O secretário-geral da FIFA, Jerome Valcke, deve visitar três sedes da Copa do Mundo no Brasil nesta semana. Cuiabá, porém, não está em seu itinerário.

O primeiro teste antes da Copa do Mundo na Arena Pantanal será um jogo entre times de futebol brasileiros, marcado para o início de abril.

O Ministério Público do Mato Grosso diz que não vai permitir que o estádio seja utilizado para jogos até terem a certeza da instalação é segura.

Os jogos da Copa do Mundo agendados para Cuiabá são em 13 de junho de entre o Chile e a Austrália, 17 de junho de entre a Rússia e a Coréia do Sul, 21 de junho de entre Nigéria e Bósnia e 24 de junho entre o Japão e Colômbia.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below