20 de Fevereiro de 2014 / às 00:22 / em 4 anos

Técnicos rejeitam preocupação com segurança durante Copa no Brasil

Por Tatiana Ramil

FLORIANÓPOLIS, 19 Fev (Reuters) - A maioria dos técnicos que vão participar da Copa do Mundo no Brasil descartou nesta quarta-feira preocupações com a segurança de suas equipes, apesar dos grandes protestos que atingiram o país na Copa das Confederações no ano passado.

Nos últimos meses, as manifestações tornaram-se menores, porém mais violentas, com destruição de propriedades e confrontos com a polícia.

“Não temos qualquer preocupação sobre segurança. Temos certeza que a Fifa e o Comitê Organizador vão fazer tudo o que puderem, não esperamos qualquer problema”, disse o técnico croata, Niko Kovak, a jornalistas, em Florianópolis, durante seminário da Fifa com as 32 seleções do Mundial.

A Croácia é a primeira adversária do Brasil, no dia 12 de junho, em São Paulo. O time comandado pelo técnico Luiz Felipe Scolari ainda enfrentará México e Camarões na primeira fase.

Os treinadores de 24 seleções e outros oito representantes de equipes estiveram no Costão do Santinho, em Florianópolis, para debater questões de organização e logística e deixaram claro que pretendem se concentrar no futebol.

“É interessante estar aqui para ver como as coisas estão sendo organizadas. Nós, técnicos, estamos concentrados com o futebol, e não com o que acontece fora. Vai ser uma Copa excelente”, declarou o técnico dos Estados Unidos, o alemão Jurgen Klinsmann.

Para o técnico uruguaio Oscar Tabárez, os protestos são “um problema interno do Brasil, que vai ser solucionado”.

O representante da Itália, Demetrio Albertini, disse que observou de perto as manifestações de junho, já que os italianos disputaram a Copa das Confederações, mas confia em um Mundial tranquilo.

“Temos muita confiança em toda a organização, na Fifa. Conhecemos os problemas do Brasil na Copa das Confederações, creio que a equipe vai ficar bem”, disse ele.

“É normal que os problemas do povo sejam tratados com o coração. Vimos como uma lástima (os protestos) do ano passado, com as pessoas que querem confrontar-se com o governo para ter uma situação melhor. Mas para nós, como esportistas, as manifestações são deixadas de lado.”

O italiano disse que sua principal preocupação é que os jogadores cheguem bem preparados fisicamente ao torneio e comemorou as duas paradas técnicas que a Fifa aprovou - uma em cada tempo - para hidratação dos atletas devido ao calor.

“UM POUCO DE MEDO”

O técnico de Camarões, Volker Finke, no entanto, disse temer que a infraestrutura do país não esteja completamente pronta para o torneio, após problemas com atrasos nas obras de estádios, mobilidade urbana e aeroportos.

“Espero que tenhamos uma boa situação em termos de construção, aeroportos e estádios, porque estou com um pouco de medo. As coisas estão um pouco difíceis agora, mas esperamos que seja uma boa Copa”, disse Finke, um dias depois de Curitiba ser mantida no Mundial, após correr o risco de ser excluída por atrasos na Arena da Baixada.

O técnico português, Paulo Bento, é mais otimista e quer aproveitar “ao máximo” a Copa, minimizando problemas como a distância entre as sedes e as longas viagens.

“Isso (Copa) acontece muito poucas vezes na vida de jogadores e treinadores, por isso é preciso desfrutar ao máximo e nos preparar da melhor maneira possível”, afirmou.

“Não há problemas, há fatores que nós temos que nos preparar para que eles possam ter o efeito menos negativo possível. Distâncias longas e pouco tempo de recuperação (entre os jogos), no fundo, é o que os jogadores encontram ao longo do ano.”

O treinador espera contar com o apoio da torcida brasileira. “São dois países que se dão bem, não só pelo idioma, mas têm laços também. Não tenho dúvidas de que Portugal estará no Brasil como se estivesse em sua casa. Será uma seleção apoiada”, finalizou.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below