Mercedes domina período de testes na F-1 e Red Bull decepciona

sábado, 22 de fevereiro de 2014 15:11 BRT
 

22 Fev (Reuters) - No quarto e último dia da segunda pré-temporada de testes da F-1 no Bahrein, a Mercedes continuou ditando o ritmo com Nico Rosberg assinalando a volta mais rápida no geral, enquanto a Red Bull acumulou mais problemas e preocupações para a temporada regular.

Rosberg fez 89 voltas no circuito de Sakhir, e a melhor delas registrou um minuto e 33 segundos, um segundo mais rápido que a volta do britânico Lewis Hamilton, também da Mercedes, na última sexta-feira.

Nos testes deste sábado, o piloto da McLaren Jenson Button teve a segunda volta mais rápida, 1s5 segundos atrás de Rosberg, ao passo que Kimi Raikkonen, da Ferrari, o terceiro melhor, terminou o dia de testes mais cedo após sofrer um leve acidente que arrancou a parte dianteira do seu carro.

O brasileiro Felipe Nasr, anunciado durante a semana como novo piloto de testes da Williams, surpreendeu e foi o quarto piloto mais rápido no Bahrein, em 87 voltas.

Para Nico Rosberg, a estratégia da Mercedes durante o dia foi o diferencial.

"Foi um ótimo dia. Pela manhã, ficamos com os tanques mais vazios, pegando ritmo para o qualificatório e ajustando o carro. Me senti muito confortável. É importante para mim isso, me sentir bem. E pela tarde eu procurei pilotar como se estivesse na corrida mesmo, consegui até mesmo completar todas as voltas, o que é um grande passo para a equipe", disse.

Já a Red Bull, campeã nos últimos quatro anos com Sebastian Vettel, teve mais um dia para se esquecer na pré-temporada da F-1.

O australiano Daniel Ricciardo, que não conseguiu completar o dia de testes na sexta-feira, deu apenas 15 voltas neste sábado antes que seu carro RB10 com motores Renault sofresse de superaquecimento, e aí mais uma vez o piloto da Red Bull teve de deixar a pista.

A escuderia completou 137 voltas na pré-temporada, muito pouco perto de Mercedes (624 voltas), McLaren (541) e Ferrari (538).   Continuação...