International Board veta exibição de mensagem embaixo das camisas de jogadores de futebol

sábado, 1 de março de 2014 12:40 BRT
 

ZURIQUE, 1 Mar (Reuters) - Jogadores de futebol não poderão mais levantar suas camisas para exibir uma mensagem na roupa de baixo, mesmo que o conteúdo dela seja de cunho educativo e/ou solidário, decretou neste sábado a International Football Association Board (IFAB).

O órgão que regulamenta as regras do futebol também autorizou o uso de vestes para cobrir a cabeça das mulheres, após um período de testes de dois anos, o que também se aplicará a homens.

A exibição de mensagens nas camisas de baixo já havia sido banida pela Fifa, órgão máximo do futebol, mas os jogadores continuavam a mostrar mensagens parabenizando alguém ou celebrando o nascimento de uma criança.

"A partir de agora, nenhuma frase ou imagem em qualquer roupa de baixo poderá ser mostrada, nem mesmo aquelas com boa intenção. A regra valerá a partir do dia 1º de junho e estará vigente para a Copa do Mundo", disse o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, em entrevista coletiva após reunião com a International Board.

Embora muitas mensagens demonstrem solidariedade a uma coisa ou a uma pessoa, Valcke decidiu estender o veto para evitar confusões.

"É mais fácil dizer não", disse. "Às vezes, somos criticados por dizer 'não', mas quem pode definir se o conteúdo de uma mensagem é bom ou não?"

Para o membro da International Board Jonathan Ford, diretor executivo da Federação de Futebol do País de Gales, seria impensável delegar a um árbitro a avaliação do conteúdo das frases (se de cunho comercial, político ou solidário).

"Muitos podem acreditar que isso é de certa forma grosseiro, mas determinar se a mensagem é correta ou não em meio a diferentes culturas e diferentes países seria muito complicado. Então é mais fácil banir as mensagens de uma vez por todas", disse.

Jogadores que não respeitarem a nova regra serão punidos pelos organizadores da competição, em vez de receberem cartão amarelo.   Continuação...