Ex-zagueiro Campbell diz que racismo o impediu de ser capitão da seleção inglesa

domingo, 2 de março de 2014 11:57 BRT
 

LONDRES, 2 Mar (Reuters) - O Ex-zagueiro da seleção inglesa Sol Campbell acredita que teria sido capitão do time por mais de dez anos se fosse branco, de acordo com trechos de sua nova biografia que o jornal The Sunday Times está publicando de forma serializada.

Campbell,de 39 anos, nascido no leste de Londres de pais jamaicanos, afirma que a Federação de Futebol Inglesa (FA na sigla em inglês) decidiu que não podia ter um rosto negro liderando a seleção regularmente.

"É uma loucura", teria dito ele em trechos de sua biografia. "Não acho que isso vai mudar, porque eles não querem, e provavelmente a maioria dos torcedores tampouco quer".

"Tudo bem ter capitães negros e mistura de raças nas equipes sub-18 e sub-21, mas não na seleção principal".

A FA se recusou a comentar as alegações.

Ex-zagueiro do Tottenham Hotspur e do Arsenal, Campbell foi convocado 73 vezes e capitaneou a Inglaterra sob o comando do técnico Glenn Hoddle contra a Bélgica em 1998, aos 23 anos e 248 dias, quando se tornou o segundo capitão mais jovem da seleção depois do campeão mundial Bobby Moore.

(Por Ken Ferris)