Pistorius demonstra primeiros sinais de emoção em julgamento

terça-feira, 4 de março de 2014 18:00 BRT
 

PRETÓRIA, 4 Mar (Reuters) - Oscar Pistorius enterrou a cabeça nas mãos e enxugou as lágrimas depois de apresentados nesta terça-feira num tribunal sul-africano detalhes chocantes do assassinato de sua namorada, no primeiro sinal de emoção do atleta de corridas nos dois dias de seu julgamento.

O atleta olímpico e paraolímpico vem se mantendo de modo geral impassível durante o julgamento pelo assassinato da modelo Reeva Steenkamp, formada em direito, na casa dele num subúrbio de Pretória em fevereiro do ano passado, no dia de São Valentim (quando se comemora o dia dos namorados em vários países).

Pistorius se declarou não culpado e alegou que atirou em Reeva através da porta do banheiro depois de tê-la confundido com um intruso.

Ele se inclinou para a frente e colocou a cabeça entre as mãos enquanto o advogado-chefe da defesa Barry Roux lia detalhes do post mortem, incluindo que "alguns fragmentos da bala" tinham sido removidos da cabeça da modelo de 29 anos.

Roux também procurou desacreditar o depoimento da vizinha Michelle Burger, que disse ter ouvido um grito que foi sumindo, dizendo que Reeva deve ter "caído imediatamente" por causa da bala na cabeça.

Reeva foi declarada morta no local, depois de atingida por três tiros, na cabeça, braço e quadril de uma pistola 9 milímetros.

Pistorius, que vestia terno e gravata escuros, pareceu depois enxugar lágrimas.

O julgamento do atleta, que obteve importantes resultados esportivos, provocou comparações com o do astro do futebol americano e ator O.J. Simpson, duas décadas atrás.

Michelle se abalou no fim de seu longo depoimento, depois de um irritado bate-boca com Roux, que procurava mostrar que ela havia confundido os gritos de um Pistorius agitado com os de uma mulher.   Continuação...