Porto demite técnico após nove meses no cargo

quarta-feira, 5 de março de 2014 14:21 BRT
 

5 Mar (Reuters) - O Porto, atual campeão português, demitiu o técnico Paulo Fonseca após somente nove meses no cargo, informou o clube em comunicado nesta quarta-feira.

A demissão de Fonseca acontece depois que o Porto, atualmente terceiro colocado no Campeonato Português e campeão nacional nas últimas três temporadas, ficar nove pontos atrás do líder Benfica, após o empate com o Vitória de Guimarães.

O técnico da equipe reserva Luís Castro assumirá o time interinamente, informou o clube que já foi campeão europeu, após a sexta troca de técnico na temporada em Portugal.

O Porto perdeu uma invencibilidade de cinco anos e meio jogando em casa ao ser derrotado por 1 x 0 pelo Estoril há 10 dias e desperdiçou uma vantagem de dois gols ao ceder o empate em 2 x 2 para o Guimarães.

A equipe também foi eliminada na fase de grupos da Liga dos Campeões, embora eles tenham alcançado as oitavas de final da Liga Europa, onde enfrentará o Napoli, depois de eliminar o Eintracht Frankfurt graças aos gols marcados fora de casa.

Fonseca, que na temporada passada liderou o modesto Paços de Ferreira a uma vaga no playoff da Liga dos Campeões, foi o oitavo técnico do Porto em 10 temporadas, desde a saída de José Mourinho, que conquistou a Copa da Uefa e a Liga dos Campeões pelo clube.

(Reportagem de Brian Homewood)