March 6, 2014 / 3:39 PM / 3 years ago

Diego Costa não consegue brilhar em estreia pela seleção da Espanha

2 Min, DE LEITURA

Diego Costa disputa a posse de bola com Gabriel Paletta da Itália durante o amistoso em Madri. Diego Costa foi recrutado para o ataque da Espanha com a missão de levar a garra e o sangue que tem demonstrado pelo Atlético de Madri nesta temporada ao aterrorizar as defesas adversárias, mas o atacante nascido no Brasil não conseguiu se destacar em sua estreia contra a Itália. 05/03/2014Paul Hanna

Por Tim Hanlon

BARCELONA, 6 Mar (Reuters) - Diego Costa foi recrutado para o ataque da Espanha com a missão de levar a garra e o sangue que tem demonstrado pelo Atlético de Madri nesta temporada ao aterrorizar as defesas adversárias, mas o atacante nascido no Brasil não conseguiu se destacar em sua estreia contra a Itália.

Costa, que se recusou a defender a seleção brasileira para jogar por seu país adotado, teve uma atuação tímida e não conseguiu deixar sua marca em uma partida decidida com um gol de Pedro no segundo tempo.

"Foi ótimo fazer minha estreia e a vitória do time. O chefe colocou sua confiança em mim e apenas me pediu para fazer o que eu tenho feito pelo Atlético", disse Costa a repórteres.

"Vou buscar fazer o meu melhor pelo Atlético e pela seleção. Sei que os primeiros jogos nunca são fáceis e sei que posso dar muito mais. Vou continuar trabalhando duro, mas isso me deu mais confiança", acrescentou.

Diego Costa esteve envolvido em alguns lances polêmicos nos clássicos entre o Atlético e o rival Real Madrid recentemente, mas não houve mal-estar entre os jogadores das duas equipes quando o atacante vestiu a camisa da seleção espanhola pela primeira vez.

"Eu sonhava em marcar um gol e isso não foi possível, mas vou me lembrar do apoio que recebi, especialmente dos meus companheiros de time", disse.

"Eu não esperava por isso. Eu e Sergio Ramos (zagueiro do Real Madrid) agora somos como irmãos."

A Espanha, atual campeã mundial e bicampeã europeia, ainda não tem uma linha de ataque definida para a Copa do Mundo deste ano no Brasil, apesar de ter várias opções.

Com David Villa aparentemente sem chance e Fernando Torres longe da melhor forma, o técnico Vicente Del Bosque já testou uma série de homens de frente, incluindo Álvaro Negredo e Fernando Llorente.

Na Euro 2012, ele inclusive optou por jogar várias partidas sem um atacante de referência.

A Espanha está no Grupo B do Mundial, ao lado de Holanda, Chile e Austrália.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below