Testemunha temeu que Pistorius se matasse após balear namorada

quinta-feira, 6 de março de 2014 13:54 BRT
 

Por Mike Hutchings

PRETÓRIA, 6 Mar (Reuters) - Uma das primeiras pessoas a chegar à casa onde o ex-atleta Oscar Pistorius atirou na sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, disse na quinta-feira a um tribunal que temeu que Pistorius cometesse suicídio com a mesma arma.

Depondo no quarto dia do julgamento do ex-velocista paraolímpico, o vizinho John Stipp disse que entrou na casa de Pistorius minutos depois de ouvir gritos e estampidos, e então encontrou o atleta debruçado sobre o corpo inerte de uma mulher.

Segundo Stipp, Pistorius lhe confessou ser o autor dos tiros. "Achei que ela era um ladrão e atirei nela", teria dito o atleta logo depois do crime, ocorrido no ano passado.

O depoente, que é médico, disse que ainda tentou reanimar Steekamp, de 29 anos, que levou três tiros, inclusive um na cabeça. "Oscar estava chorando o tempo todo. Ele rezava a Deus: "Por favor, deixe-a viver, ela não deve morrer'", contou.

Pistorius se declara inocente, mantendo a versão de que a confundiu com um invasor e alegando que se tratou de um trágico equívoco.

Em seu depoimento, Stipp disse que, momentos após o crime, Pistorius foi ao segundo andar da casa, induzindo o médico a temer que o atleta fosse se matar. "Era óbvio que Oscar estava emocionalmente muitíssimo abalado. Não sabia da situação na casa, então achei que ele fosse se machucar."

Pistorius, que teve as duas pernas amputadas quando bebê, se tornou uma celebridade mundial correndo sobre próteses de fibra de carbono, chegando a disputar a semifinal dos 400 metros na Olimpíada de Londres-2012, entre atletas sem deficiência.

Bonito e sorridente, era o sonho de qualquer patrocinador, mas desde a morte de Steenkamp, no dia de São Valentim (Dia dos Namorados em vários países) do ano passado, um lado diferente da sua personalidade midiática veio à tona.   Continuação...

 
Um membro da equipe de defesa toca no ex-atleta Oscar Pistorius enquanto ele coloca as mãos na própria cabeça durante o depoimento de uma testemunha, no quarto dia do julgamento pelo assassinato de sua namorada, em Pretória. Uma das primeiras pessoas a chegar à casa onde o ex-atleta Oscar Pistorius atirou na sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, disse na quinta-feira a um tribunal que temeu que Pistorius cometesse suicídio com a mesma arma. 06/03/2014 REUTERS/Marco Longari/Pool