Políticos russos pedem à Fifa que expulse EUA da Copa

terça-feira, 11 de março de 2014 15:09 BRT
 

Por Dmitriy Rogovitskiy

MOSCOU, 11 Mar (Reuters) - Dois políticos russos pediram à Fifa para excluir os Estados Unidos da Copa do Mundo deste ano e do quadro de membros da federação internacional.

A petição à entidade foi feita por Aleksandr Sidyakin e Mikhail Markelov, parlamentares da Duma, a câmara baixa do Parlamento russo.

Os políticos citam ações agressivas dos EUA contra Iugoslávia, Iraque e Líbia, assim como tentativas de se imporem na Síria, como razões para pedir a expulsão.

Sidyakin disse que o pedido por escrito foi uma reação a uma carta enviada por Mark Kirk e Dan Coates, senadores republicanos dos EUA, pedindo que a Fifa excluísse a Rússia do Mundial de 2014, que acontecerá no Brasil entre 12 de junho e 13 de julho.

"É olho por olho, bola por bola. Não deixem os EUA participarem da Copa do Mundo de 2014! Retirem-os do quadro de membros!", declarou Sidyakin no Twitter.

Sidyakin representa o partido Rússia Unida, o maior do país, e é próximo do presidente Vladimir Putin, que já foi líder da legenda. Markelov é membro do partido Rússia Justa, embora nenhum seja visto como político proeminente no país.

Contactado pela Reuters, um porta-voz da Fifa disse que a organização não tem comentários a fazer sobre o assunto.