Terei de controlar as emoções na volta ao Stamford Bridge, diz Drogba

segunda-feira, 17 de março de 2014 17:24 BRT
 

Por Tony Jimenez

LONDRES, 17 Mar (Reuters) - O atacante do Galatasaray Didier Drogba terá um trabalho duro para controlar as emoções em seu retorno ao Stamford Bridge para a partida de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões contra o Chelsea, disse o jogador da Costa do Marfim na véspera da partida de terça-feira.

O jogador de 36 anos encerrou seu período de oito anos no Chelsea convertendo o pênalti decisivo na vitória sobre o Bayern de Munique na final da Liga dos Campeões de 2012 na Allianz Arena.

Depois de um início hesitante na entrevista pré-jogo do Galatasaray, Drogba provocou risos nos jornalistas.

"Vou fazer a primeira pergunta a mim mesmo", disse. "'Didier, como você se sente voltando a Stamford Brige?'."

"Bem, estou muito feliz em voltar e ver alguns rostos familiares para um grande jogo em uma grande competição... É muito difícil jogar contra o Chelsea, mas não será difícil para mim me colocar em competição contra eles, porque agora estou no Galatasaray e tenho de ser profissional", comentou.

"É claro que haverá emoção em jogar contra meus ex-companheiros de time, como houve na partida de ida", acrescentou, se referindo ao jogo em Istambul, que terminou num empate em 1 x 1.

O centro-avante foi certa vez eleito o melhor jogador da história do Chelsea e disse que não sabe como reagirá se fizer um gol na ex-equipe.

"Com todo o respeito que tenho pelo clube, pelos torcedores e pelos jogadores, posso não comemorar se eu marcar, mas vencermos eu ficarei feliz", disse Drogba.

"Acho que deixar o Chelsea em alta, como eu fiz, se eu pudesse fazer de novo, faria da mesma forma, mas estou realmente feliz no Galatasaray e serei profissional para o jogo de amanhã, porque acho que é uma partida importante.

"Só quero vencer esse jogo e classificar. Não há nada pessoal contra ninguém aqui. Nunca haverá", acrescentou o jogador que também conquistou três vezes o Campeonato Inglês, quatro vezes a Copa da Inglaterra e duas vezes a Copa da Liga pelo Chelsea, time pelo qual marcou 157 gols em 341 partidas entre 2004 e 2012.