Ucrânia desiste de sediar campeonato europeu de basquete em 2015

quarta-feira, 19 de março de 2014 11:13 BRT
 

Por Igor Nitsak

KIEV, 19 Mar (Reuters) - A Ucrânia abriu mão do direito de sediar o campeonato europeu de basquete do próximo ano devido à situação político-financeira no país, mas gostaria de receber o Eurobasket em 2017, informou o diretor do torneio nesta quarta-feira.

"Eu não posso imaginar os preparativos nas graves condições econômicas e políticas atuais", disse Markiyan Lubkivsky em comunicado.

"A primeira e principal condição desfavorável é a agressão da Rússia contra a Ucrânia, que tem causado instabilidade e que ameaça a segurança das regiões do sudeste da Ucrânia", acrescentou Lubkivsky no comunicado.

"Esta situação exige da Ucrânia rever suas prioridades e concentrar recursos financeiros e políticos para salvar a integridade territorial e até mesmo a independência."

O presidente russo, Vladimir Putin, desafiando protestos ucranianos e sanções ocidentais, assinou um tratado em Moscou na terça-feira anexando a Crimeia à Rússia novamente, mas disse não ter planos de controlar qualquer outra região da Ucrânia.

"O outro fator é uma situação financeira complicada. Há uma necessidade de resolver questões sociais difíceis de maior prioridade", informou o comunicado.

"É óbvio que nosso país não pode arcar com os custos de apoiar os investidores privados construindo arenas ou financiar as preparações pelas quais somos responsáveis. Além disso, o Comitê Organizador Local sente (que existe) uma falta de tempo."

A Ucrânia está pronta, porém, para pedir à Federação Internacional de Basquete (Fiba) para sediar o Eurobasket em 2017, o que estaria em sintonia com a estratégia ucraniana de estreitar laços com a Europa.

"Com atenção aos acontecimentos em curso, eu acho que temos o direito de pedir à Fiba para dar à Ucrânia a oportunidade de sediar o torneio em 2017, confiando o campeonato de 2015 a algum outro país europeu."