Murray diz que encerrou parceria com Lendl durante jantar em Miami

quinta-feira, 20 de março de 2014 20:24 BRT
 

MIAMI, 20 Mar (Reuters) - Andy Murray vai tentar defender o seu título do Masters de Miami sem o treinador Ivan Lendl, depois que os dois encerraram abruptamente a parceria de dois anos em um restaurante de Miami, nos Estados Unidos.

Murray, que enfrentará o australiano Matthew Ebden na sexta-feira, deu poucas pistas sobre o motivo da separação em uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira, apesar de ter reiterado que foi uma decisão mútua.

"Sentamos para jantar no sábado à noite. Conversamos por uma hora sobre outras coisas, e então falamos sobre nós", afirmou Murray, que tem sofrido para retomar a forma desde que voltou de uma cirurgia nas costas.

"Isso não foi algo que aconteceu depois de Indian Wells. Nós planejamos nos sentar quando eu chegasse a Miami para discutir a continuidade, o que não vai acontecer... a melhor coisa a fazer era apenas seguir em frente", completou.

O escocês Murray havia perdido suas quatro primeiras finais de Grand Slam quando contratou o ex-número um do mundo Lendl em dezembro de 2011.

Em seu primeiro ano com Lendl, Murray chegou à sua primeira final de Wimbledon, ganhou a medalha de ouro olímpica em 2012 e depois se tornou o primeiro britânico a ganhar um Grand Slam após 76 anos ao conquistar o Aberto dos EUA contra Novak Djokovic.

No ano passado, ele encerrou 77 anos de espera da Grã-Bretanha por um campeão da chave individual masculina em Wimbledon, ao vencer mais uma vez Djokovic.

"É difícil para mim, porque ele tem sido uma grande parte da minha vida. Ele fez uma diferença enorme para o meu tênis", disse Murray.