Crise do futebol italiano leva dirigentes a pedir reformas

sábado, 22 de março de 2014 15:22 BRT
 

ROMA, 22 Mar (Reuters) - Na iminência de mais uma temporada desastrosa na Europa, torcedores e dirigentes do futebol italiano se perguntam o que fazer por uma liga mergulhada em uma crise de identidade.

A Juventus é o único time italiano que sobrou nas quartas de final de uma competição europeia depois de eliminar a Fiorentina da Liga Europa na quinta-feira, o Nápoli ser eliminado pelo Porto no mesmo torneio e o Milan sofrer a derrota humilhante de 5 x 1 para o Atlético de Madri nas oitavas da Liga dos Campeões.

Figuras líderes na Itália vêm pedindo reformas desde que a Alemanha arrebatou a quarta vaga da Itália na Liga dos Campeões em 2012, e com Portugal se aproximando do ranking de coeficiente da Itália na Uefa, mudanças urgentes são necessárias em um campeonato outrora visto como o mais difícil do mundo.

O diário esportivo Corriere Dello Sport publicou uma reportagem sobre os fracassos do futebol italiano, listando políticas de governo ruins, uma avalanche de jogadores e técnicos deixando o país e uma liga doméstica inchada como razões para o declínio.

Mas Francesco Guidolin, treinador da Udinese, disse que pouco pode ser feito diante da superioridade de recursos no exterior.

"Como técnico, posso dizer que o porque de estarmos penando não é uma razão técnica. O problema é quase exclusivamente econômico", afirmou.

"Os melhores jogadores foram embora, atraídos pelo dinheiro e pela atmosfera de outros países. Lá fora eles ganham mais e sofrem menos pressão".

O vice-presidente da Federação Italiana de Futebol, Demetrio Albertini, é outro que pensa que uma reforma séria é necessária, embora o ex-meio-campista do Milan, que conquistou duas Ligas dos Campeões e cinco campeonatos durante uma era de ouro do futebol italiano, alertou para uma interpretação muito severa dos resultados desta semana.

"Precisamos decidir o que queremos ser: um campeonato que revela talentos para ligas estrangeiras ou um sistema de primeira categoria?"

(Por Terry Daley)