Federer e Djokovic se impõem em Miami; Murray vence mas vacila

sábado, 22 de março de 2014 16:31 BRT
 

Por Steve Keating

MIAMI, 22 Mar (Reuters) - O número dois do mundo, Novak Djokovic, encabeçou um desfile de campeões incluindo Roger Federer e Andy Murray rumo à terceira rodada do Masters de Miami na noite de sexta para sábado.

O público viu o melhor do tênis masculino e feminino com os vencedores de mais de 30 títulos de Grand Slam em ação na quadra central do complexo de Crandon Park.

Depois dos êxitos de Federer e Djokovic, de Venus Williams obter uma vitória sem perder nenhum set e Li Na avançar sem dificuldade, coube ao defensor do título Murray proporcionar um pouco de drama, domando o australiano Matthew Ebden em 3-6, 6-0 e 6-1 já perto da meia noite no horário local.

Murray, que rompeu com o treinador Ivan Lendl no começo da semana, começou o confronto vacilando. Ebden quebrou seu saque na primeira oportunidade e confirmou seu serviço, abrindo 3-0 e fechando o primeiro set com facilidade.

Depois de arrebatar o segundo set, Murray foi quebrado no começo do terceiro, o que levou o britânico a atirar a toalha longe e se recriminar.

A autocrítica teve o efeito desejado e o sexto cabeça de chave devolveu a quebra imediatamente, empatando e avançando nos cinco games seguintes para obter uma vitória convincente.

"Você faz o que for para vencer uma partida", disse Murray. "Nem sempre se trata de como você joga ou o quão calmo está na quadra, e sim de ganhar a partida. É isso que importa".

Após uma ausência de um ano, o quinto cabeça de chave Federer comemorou seu retorno às quadras de piso rápido de Miami com uma vitória de 6-4 e 7-6 (4) sobre o gigantesco Ivo Karlovic, e Djokovic iniciou sua busca pelo quarto título em Miami de forma impressionante, despachando o francês Jérémy Chardy em parciais de 6-4 e 6-3.

Bicampeão do torneio, Federer não jogou em 2013, tirando uma folga mais longa antes do início da temporada, mas parecia bastante em casa, só precisando de 74 minutos para abater o croata de 2,11 metros em uma festa de golpes com somente uma quebra de saque.

"Consegui jogar uma partida bem regular em cima do saque o tempo todo, colocando vários primeiros serviços, permanecendo agressivo na linha de fundo", disse Federer. "Acho que funcionou muito bem, quase não cometi erros não-forçados".