Atraso de estádios no Brasil prejudica testes e serve de lição, diz Fifa

quinta-feira, 27 de março de 2014 16:39 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 27 Mar (Reuters) - Os atrasos na entrega dos estádios para a Copa do Mundo no Brasil prejudicam a realização de eventos-teste e são uma lição para os Mundiais da Rússia-2018 e do Catar-2022, afirmou a Fifa nesta quinta-feira.

"Estamos atrasados, temos dificuldades e risco até o último minuto, porque não testamos todas as instalações... precisamos de tempo para testar", disse a jornalistas o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, após reuniões no Rio de Janeiro.

"O acordo foi assinado há tempo (entre Fifa e Brasil); todo mundo sabia de sua responsabilidade e as sedes foram escolhidas pelo COL (Comitê Organizador Local)", acrescentou.

Dos 12 estádios que vão receber jogos do Mundial de 2014, três ainda não foram entregues e todos os seis que não estiveram na Copa das Confederações não ficaram prontos no prazo determinado pela Fifa, que era dezembro do ano passado.

Entre as seis arenas usadas no torneio de 2013, apenas duas foram concluídas no tempo estabelecido pela Fifa, e o Maracanã, sede da final da Copa, teve testes às vésperas da competição.

Para o Mundial, que começa em 12 de junho, ainda restam ficar prontos os estádios de Curitiba, Cuiabá e São Paulo, sede da abertura da competição e que sofreu atrasos devido a um acidente que deixou dois operários mortos no fim de novembro.

"Se não houvesse acidente em São Paulo, não estaríamos nessa situação... não tem como São Paulo não ser a abertura da Copa", declarou Valcke. "Toda vez que eu era duro (na cobrança em relação às obras), eu era o maior vilão do mundo para vocês", completou.

O dirigente da Fifa entrou em rota de colisão com o governo brasileiro ao afirmar, em 2012, que o Brasil precisava de um "chute no traseiro" para acelerar os preparativos para o Mundial.

A falta de testes nos estádios é uma das maiores preocupações da federação internacional para corrigir eventuais problemas nas sedes. Pelo calendário do COL, haverá testes nos seguintes locais e datas: Cuiabá (26 de abril), Curitiba (meados de maio), Manaus (3 de abril), Natal (3 de maio), Porto Alegre (10 de maio) e São Paulo (17 de maio).   Continuação...