Pistorius é confrontado com imagens dramáticas da cabeça da namorada

quarta-feira, 9 de abril de 2014 13:56 BRT
 

Por Joe Brock

PRETÓRIA, 9 Abr (Reuters) - Um promotor sul-africano forçou o velocista Oscar Pistorius a olhar, nesta quarta-feira, para uma fotografia da cabeça de sua namorada Reeva Steenkamp destruída por um tiro disparado por ele no Dia dos Namorados da África do Sul no ano passado.

Em uma abertura dramática de seu interrogatório a Pistorius, o promotor Gerrie Nel fez o atleta dizer que ele havia matado Steenkamp e, mais tarde, o confrontou com a fotografia que mostra parte do crânio da ensanguentado e destruído.

"Assuma a responsabilidade pelo que você fez", disse Nel, arrancando suspiros da galeria pública e fazendo Pistorius enterrar a cabeça nas mãos, balançar o corpo de um lado para o outro em sua cadeira e chorar.

O velocista olímpico e paralímpico, reverenciado em todo o mundo pelo sucesos nas pistas, pode ser condenado à prisão perpétua se for condenado no Tribunal Superior de Pretória pelo assassinato de Steenkamp, de 29 anos, uma modelo formada em direito.

Sua defesa quer provar que ele pensou estar atirando em um intruso quando matou Steenkamp com disparos através de uma porta do banheiro em sua casa de luxo em Pretória no dia 14 de fevereiro de 2013.

Nel, conhecido como um dos promotores mais rígidos da África do Sul, procurou mostrar que o atleta de 27 anos era agressivo e gostava de manipular armas.

Foi exibido no tribunal um de vídeo da Sky News da Grã-Bretanha, onde Pistorius dispara um revólver calibre .50 contra uma melancia em um campo de tiro. Com a melancia destruída, Pistorius comenta fora da câmera: "É bem mais mole do que um cérebro..."

Nel em seguida argumentou que Pistorius tinha atirado na melancia porque queria ver o que uma bala acertando a cabeça de uma pessoa faria.   Continuação...

 
Oscar Pistorius fotografado na saída do tribunal em que é julgado, em Pretória. Um promotor sul-africano forçou Pistorius a olhar, nesta quarta-feira, para uma fotografia da cabeça de sua namorada Reeva Steenkamp destruída por um tiro disparado por ele no Dia dos Namorados da África do Sul no ano passado. 7/04/2014. REUTERS/Siphiwe Sibeko