"Você culpa todo mundo menos você", diz promotor a Pistorius

quinta-feira, 10 de abril de 2014 10:36 BRT
 

Por Ed Cropley

PRETÓRIA, 10 Abr (Reuters) - Um promotor sul-africano acusou nesta quinta-feira Oscar Pistorius de culpar outras pessoas por seus próprios erros, durante o julgamento do ex-atleta olímpico e paralímpico pela morte da sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, em fevereiro de 2013.

O velocista biamputado, outrora reverenciado no mundo todo por seu triunfo sobre a adversidade física, pode ser condenado à prisão perpétua pela Alta Corte de Pretória.

Ele diz que alvejou Steenkamp num trágico incidente, por confundi-la com um ladrão que teria se escondido no banheiro da sua casa, na capital sul-africana.

No 19º dia do julgamento, o promotor Gerrie Nel, apelidado de "Pitbull" por sua agressividade contra os réus, descreveu Pistorius como um sujeito arrogante, esquentado e imprudente no manuseio de armas.

"Você culpa todo mundo, menos você", disse Nel a Pistorius, de 27 anos, que estava sendo interrogado a respeito de um incidente paralelo, no qual o ex-atleta é acusado de ter disparado uma arma dentro de um restaurante lotado.

Pistorius diz que a arma, entregue a ele sob a mesa, por um amigo, disparou sozinha. Semanas atrás, em depoimento ao tribunal, um policial chamado Chris Mangena disse que isso era impossível de acontecer.

O réu disse não ter explicação para o disparo espontâneo, e criticou seu advogado Barry Roux por ter decidido não interrogar Mangena.

"Agora você culpa seu advogado, o dr. Roux", disse Nel. "Você está mentindo. Você simplesmente se recusa a assumir a responsabilidade por qualquer coisa."

Abrindo de forma dramática o interrogatório de quarta-feira, Nel chocou o tribunal de Pretória ao confrontar Pistorius com uma foto em que Steenkamp aparecia morta, com sangue e massa encefálica se misturando aos seus cabelos.

Pistorius chorou, enquanto Nel o pressionava repetidamente a assumir a responsabilidade pelo crime.