Julgamento de Pistorius é adiado até maio

quinta-feira, 17 de abril de 2014 13:13 BRT
 

Por Siyabonga Sishi

PRETÓRIA, 17 Abr (Reuters) - O julgamento do atleta olímpico e paralímpico Oscar Pistorius foi suspenso nesta quinta-feira até 5 de maio, depois de três dias de depoimentos de um perito forense levado pela defesa.

A juíza Thokozile Masipa acatou o pedido do Estado pelo adiamento do julgamento para evitar conflitos com outros casos. O procurador Gerrie Nel, apelidado de "pitbull" por seu estilo agressivo, pressionou a testemunha de defesa Roger Dixon, questionando a sua credibilidade e competência.

Pistorius, de 27 anos, está sendo julgado pelo assassinato da namorada Reeva Steenkamp, que ele matou a tiros com uma pistola 9 milímetros no Dia dos Namorados da África do Sul no ano passado, em sua casa em Pretória.

O velocista sul-africano insiste que matou a modelo de 29 anos após confundi-la com um intruso escondido no banheiro.

Dixon, um geólogo forense e ex-policial, testemunhou que Steenkamp estava de pé em um ângulo em relação à porta, com o braço estendido diante dela, sugerindo que ela estaria alcançando a maçaneta, quando Pistorius atirou.

Seu depoimento desafia a versão da promotoria, que tem procurado retratar Pistorius como uma pessoa agressiva, obcecada por armas e que teria assassinado Steenkamp após uma discussão.

Nel desdenhou dos conhecimentos de Dixon, levando Masipa a pedir ao promotor para se conter.

Quando o geólogo disse na quarta-feira ter testado o som de um bastão de críquete batendo em uma porta de madeira para ver se poderia ser confundido com o som de um tiro, Nel perguntou: "Você precisa ser um especialista para fazer isso? Quais as habilidades de especialista você usou empunhando um taco? Sua experiência então é bater com um taco?".   Continuação...