Má fase da McLaren continua na China

domingo, 20 de abril de 2014 11:24 BRT
 

XANGAI, 20 Abr (Reuters) - A McLaren enfrentou mais um fim de semana difícil na China, neste domingo. Os seus dois pilotos não marcaram pontos pela segunda corrida seguida e a equipe vai ficando para trás no Mundial de Construtores.

Após os dois carros abandonarem o GP do Barein - primeira vez que isso acontece desde 2006 -, Jenson Button e o novato dinamarquês Kevin Magnussen terminaram em decepcionantes 11º e 13º lugares em Xangai. Eles largaram em 12º e 15º.

A McLaren, segunda equipe de maior sucesso do esporte, liderou o Mundial de Construtores depois da estreia da temporada, na Austrália, quando Magnussen foi segundo, e Button, terceiro, mas agora está em quinto lugar no geral.

"Está difícil de aquecer os pneus com pista molhada, e também temos esse problema no seco", disse Button, cuja escuderia não vence uma corrida desde 2012 e passou o ano de 2013 inteiro sem subir ao pódio.

"O problema não é que não trocamos tanto os pneus, é que ele granula assim que o colocamos no carro", acrescentou o campeão de 2009.

"Temos muito trabalho a fazer e é difícil para todos nós, é difícil para nós que estamos lá fora, pilotando, porque precisamos aturar isso por uma hora e meia."

Magnussen disse que o carro, no geral, estava bom, mas ficou devendo em relação à aderência: "Nós precisamos de muita força aerodinâmica", disse.

O diretor de corrida Eric Boullier disse que a equipe vai usar o intervalo de três semanas entre a China e a primeira corrida da temporada europeia, na Espanha, para resolver os problemas.

"Nosso carro não é competitivo o bastante, sabemos disso", disse o francês.

"Vamos trabalhar sem parar entre hoje e essa data (Barcelona) em um esforço para resolver os problemas do carro. Sabemos o que temos que fazer, e vamos trabalhar noite e dia para fazer isso."