Argentina deve trabalhar para que Messi "seja feliz" no Brasil, diz técnico

quarta-feira, 23 de abril de 2014 17:12 BRT
 

BUENOS AIRES, 23 Abr (Reuters) - A seleção da Argentina vai trabalhar duro para ser uma equipe compacta e dar a Lionel Messi toda a ajuda que ele precisar para brilhar, disse o técnico Alejandro Sabella nesta quarta-feira.

Messi, grande astro do time "alviceleste", não teve um bom semestre e nas últimas semanas tem sido criticado por uma queda significativa no Barcelona, que foi eliminado da Liga dos Campeões e está quatro pontos atrás do Atlético de Madri no Campeonato Espanhol.

"Temos que conseguir ser a melhor equipe para ajudá-lo", afirmou Sabella em uma coletiva de imprensa em Buenos Aires com agências de notícias e mídia internacional.

"O Messi tem tido um crescimento pessoal na parte psicológica, maturidade como pessoa, paz interior. De repente tem que se criar um clima propício para que ele se sinta feliz, eu acho que devemos deixá-lo tranquilo. Ele já disputou uma Copa do Mundo, não marcou gols, mas tiveram goleiros em dias brilhantes", acrescentou.

A Argentina está no Grupo F da Copa a ser realizada a partir de 12 junho no Brasil, e na primeira fase enfrentará Bósnia, Nigéria e Irã.

"Estamos em sete lugares, nos vemos de tempos em tempos, jogamos de maneira muito espaçada e normalmente nesta época é quando menos se joga", disse o treinador.

"Temos que trabalhar para que a equipe seja um pouco mais compacta, ocupando mais espaços e, em linhas gerais, vai ser o principal objetivo além da questão dos diferentes jogadores que estão com a maior quantidades de partidas", acrescentou.