Hazard não se sacrifica o bastante pelo time, diz Mourinho

sexta-feira, 2 de maio de 2014 12:18 BRT
 

LONDRES, 2 Mai (Reuters) - O técnico do Chelsea, José Mourinho, acusou nesta sexta-feira o meio-campista Eden Hazard de "não se sacrificar 100 por cento" por seus companheiros de equipe, dois dias após a eliminação do time na semifinal da Liga dos Campeões.

Hazard, de 23 anos, principal meia de criação do Chelsea após a venda de Juan Mata para o Manchester United, criticou Mourinho pelas táticas da equipe na derrota por 3 x 1 para o Atlético de Madri na partida de volta da semifinal da Liga dos Campeões, no Stamford Bridge, na quarta-feira.

O meia belga, eleito o melhor jogador jovem da temporada pela associação dos jogadores da Inglaterra, disse à emissora de TV francesa beIN SPORTS que o Chelsea "não foi feito para jogar futebol".

Mourinho, falando a repórteres antes do duelo do Chelsea contra o Norwich City, no domingo, pela penúltimo rodada do Campeonato Inglês, respondeu aparentemente questionando o comportamento de Hazard.

"A mídia estava dizendo que ele estava sendo crítico, mas não havia nada crítico no que ele disse", afirmou Mourinho.

"Mas Eden é um jogador que não está mentalmente preparado para olhar para seu lateral-esquerdo e dar a vida por ele. Quando os comentários vêm de um jogador como Eden é normal, porque ele não é um jogador pronto para se sacrificar 100 por cento para a equipe e seus companheiros de equipe."

Hazard, que tem seu nome ligado a uma possível transferência para o Paris St. Germain, voltou ao time na quarta-feira após ter ficado afastado por quatro jogos devido a uma lesão na panturrilha, e não teve seu rendimento habitual.

(Reportagem de Mike Collett)