May 6, 2014 / 7:24 PM / 3 years ago

SAIBA MAIS-Conheça detalhes e problemas dos 12 estádios da Copa

6 Min, DE LEITURA

Vista interna da Arena da Baixada, em Curitiba, que ainda está incompleta a menos de 40 dias da Copa do Mundo. 22/04/2014Rodolfo Buhrer

SÃO PAULO, 6 Mai (Reuters) - A Copa do Mundo será disputada nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, de 12 de junho a 13 de julho.

Dos 12 estádios do torneio, seis foram utilizados na Copa das Confederações, em junho do ano passado, e os outros seis ficaram prontos fora do prazo inicial estipulado pela Fifa, que era dezembro.

Veja a seguir detalhes e curiosidades sobre os estádios do Mundial:

Belo Horizonte

Estádio: Mineirão

Capacidade: 62 mil

Investimento: 695 milhões de reais

Número de jogos: 6, incluindo oitavas de final e semifinal

Depois de um processo de reforma de quase três anos, o novo Mineirão foi entregue em 21 de dezembro de 2012 para a Copa das Confederações de 2013. O Mineirão e o Castelão, em Fortaleza, foram os únicos a ficar prontos no prazo estipulado pela Fifa.

brasília

Estádio: Estádio Nacional Mané Garrincha

Capacidade: 72 mil

Investimento: 1,4 bilhão de reais

Número de jogos: 7, incluindo oitavas, quartas de final e disputa do 3o lugar

Construído no local de um antigo estádio que foi demolido, o novo Mané Garrincha é o mais caro da Copa. Sem nenhum time grande na cidade, a arena tenta atrair clubes de outros Estados. Um operário morreu durante as obras no local.

cuiabá

Estádio: Arena Pantanal

Capacidade: 44 mil

Investimento: 570 milhões de reais

Número de jogos: 4

Durante as obras, o estádio sofreu um incêndio em parte do subsolo em outubro de 2013 que despertou preocupações sobre possíveis danos estruturais, conforme revelado pela Reuters em fevereiro.

Curitiba

Estádio: Arena da Baixada

Capacidade: 43 mil

Investimento: 330 milhões de reais

Número de jogos: 4

Correu risco de ficar fora da Copa por causa de atrasos e só foi reconfirmada como sede em fevereiro. A ideia de construir uma cobertura retrátil foi abandonada para não atrasar ainda mais a obra.

Fortaleza

Estádio: Castelão

Capacidade: 64 mil

Investimento: 518,6 milhões de reais

Número de jogos: 6, incluindo oitavas e quartas de final

O estádio de Fortaleza foi o primeiro a ser entregue: a cerimônia ocorreu em 16 de dezembro de 2012. Vai receber um jogo da seleção brasileira, contra o México, no dia 17 de junho.

Manaus

Estádio: Arena da Amazônia

Capacidade: 44 mil

Investimento: 669,5 milhões de reais

Número de jogos: 4

Mais um estádio que deve ter pouca utilidade depois da Copa. Três operários morreram durante as obras e um quarto morreu devido a um ataque cardíaco em um centro de convenções ao lado da arena.

Natal

Estádio: Arena das Dunas

Capacidade: 42 mil

Investimento: 400 milhões de reais

Número de jogos: 4

Candidato a "elefante branco", o estádio, foi projetado para receber convenções, exposições e espetáculos nacionais e internacionais.

Porto Alegre

Estádio: Beira-Rio

Capacidade: 50 mil

Investimento: 330 milhões de reais

Número de jogos: 5, incluindo oitavas de final

Uma polêmica sobre quem pagaria pelas estruturas temporárias envolveu o novo Beira-Rio. Apenas no final de março a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou projeto de lei que concedeu isenção fiscal a empresas que financiassem essas instalações, consideradas fundamentais pela Fifa para o torneio.

Recife

Estádio: Arena Pernambuco

Capacidade: 46 mil

Investimento: 532,6 milhões de reais

Número de jogos: 5, incluindo oitavas de final

Construída na cidade de São Lourenço da Mata (região metropolitana de Recife), a arena tem todos os assentos vermelhos, uma homenagem aos três principais clubes do Estado: Sport, Santa Cruz e Náutico.

Rio De Janeiro

Estádio: Maracanã

Capacidade: 78,6 mil

Investimento: 1,05 bilhão de reais

Número de jogos: 7, incluindo oitavas, quartas e a final

Orçada inicialmente em cerca de 600 milhões de reais, a reforma do Maracanã saltou para mais de 1 bilhão mediante vários problemas surgidos ao longo do processo, incluindo a necessidade de refazer a estrutura da cobertura. Além das dificuldades nas obras, o estádio foi cena de outros problemas, como a desocupação de um prédio vizinho onde funcionou no passado o Museu do Índio, em que houve confrontos com a polícia.

Inaugurado às vésperas da Copa das Confederações, o estádio passou no teste no ano passado, quando recebeu quase 80 mil torcedores na final entre Brasil e Espanha.

Salvador

Estádio: Fonte Nova

Capacidade: 55 mil, sendo 5 mil lugares temporários

Investimento: 689,4 milhões de reais

Número de jogos: 5, incluindo oitavas e quartas de final

Entregue em abril de 2013 depois de uma reforma de dois anos e meio, parte da cobertura do estádio se rompeu por causa da chuva em maio. Os responsáveis pela obra tiveram que correr contra o tempo para corrigir o problema antes do início da Copa das Confederações, no ano passado.

são Paulo

Estádio: Arena Corinthians

Capacidade: 68 mil

Investimento: 950 milhões de reais

Número de jogos: 6, incluindo abertura, oitavas e semifinal

Sede da abertura do Mundial, o estádio esteve envolvido em polêmicas como atraso para o início das obras e o financiamento, mas a construção ficou marcada pela morte de três operários, dois deles devido à queda de um guindaste, no final de novembro. O acidente atrasou a conclusão das obras e a arena só terá um jogo como evento-teste para a Copa.

Reportagem de Tatiana Ramil

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below