May 6, 2014 / 7:29 PM / 3 years ago

ENTREVISTA-Falta o ataque do passado ao Brasil, diz Rivelino

4 Min, DE LEITURA

Um dos astros do time lendário do Brasil, Rivelino concede entrevista à Reuters em São Paulo, na segunda-feira. 05/05/2014Nacho Doce

Por Andrew Downie

SÃO PAULO, 6 Mai (Reuters) - Thiago Silva é o único jogador brasileiro dos dias atuais que teria uma vaga na equipe campeã do mundo em 1970, disse Rivelino, integrante daquele time, ressaltando a mudança na seleção brasileira de uma potência ofensiva para um time mais voltado para a defesa.

Rivelino, um dos astros do time lendário do Brasil, afirmou que Neymar é outro destaque do atual grupo, que vai buscar o sexto título mundial, desta vez em casa, na competição com início marcado para 12 de junho.

Como a equipe de 1970 contava com incríveis atacantes, somente Thiago Silva teria chance de ocupar uma vaga de titular, na posição à época preenchida por Wilson Piazza, afirmou o ex-jogador do Corinthians e do Fluminense.

"Se você for buscar lá atrás, Thiago Silva entraria na seleção de 1970", disse ele em entrevista à Reuters. "Piazza era um baita jogador, mas não era um quarto zagueiro, foi adaptado. Você não pode desprezar um Thiago Silva com a qualidade técnica que tem."

Rivelino lamentou a atual falta de atacantes e disse que talvez pela primeira vez o Brasil esteja entrando em uma Copa do Mundo com uma zaga melhor do que o ataque.

Hoje a seleção tem poucas opções atrativas para a linha de frente, o que é uma fonte de preocupação, considerando que em todas as conquistas de Mundial a seleção contava com uma perigosa dupla de ataque.

"O Brasil sempre teve grandes atacantes que podiam decidir um jogo a qualquer momento", disse Rivelino na entrevista na escolinha de futebol que leva seu nome, em São Paulo.

"Se você voltar no tempo, em 1958 era Pelé e Vavá; em 1962, Pelé e Vavá; em 1970, Pelé e Tostão. Daí o Bebeto e Romário (em 1994) e então Rivaldo e Ronaldo (em 2002)", afirmou.

"Havia outros jogadores ao lado deles. Mas havia dois jogadores importantes, um ou o outro sempre à mão. Hoje temos um, Fred, que tem faro de gol, mas a bola tem que chegar nele, ele não faz gol sozinho."

Fred Garantido

O técnico da seleção, Luiz Felipe Scolari, já garantiu vaga para o atacante do Fluminense Fred entre os 23 jogadores que serão convocados na quarta-feira, no Rio de Janeiro.

O atacante Jô, que depois de uma passagem pelos ingleses Manchester City e Everton retornou para o Brasil para jogar no Atlético Mineiro, deve ser o outro homem de área chamado pelo treinador.

Os dois jogadores têm suas limitações. Fred tem deficiências em mobilidade e sofreu no passado uma série de lesões, enquanto Jô não costuma ser considerado entre o primeiro escalão de atacantes.

Caso Fred ou Neymar, que marcou 30 gols em 47 partidas pela seleção, sofram alguma lesão ou não estejam na melhor forma, o Brasil pode ter dificuldades para finalizar as bolas, e Rivelino disse que Scolari deveria escolher um atacante extra em compensação.

"Eu não levaria quatro zagueiros ou quatro alas, eu levaria três e mais um homem de frente. Eu acreditaria no Luis Fabiano (do São Paulo), ele está tentando voltar, ou então achar um centroavante", afirmou.

Pensamentos do tipo têm se tornado mais frequentes nos últimos dias antes da convocação, com o nome de Robinho, do Milan, entre os cotados.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below