8 de Maio de 2014 / às 00:11 / em 3 anos

Com defesa forte, ataque dependente de Neymar gera preocupação

Neymar comemora gol contra a Coreia do Sul durante jogo amistoso em Seul, na Coreia do Sul, em outubro do ano passado. 12/10/2013 REUTERS/Kim Hong-Ji

Por Tatiana Ramil

SÃO PAULO, 7 Mai (Reuters) - Se em outras Copas do Mundo a seleção brasileira se notabilizou por ter um ataque forte, desta vez o time depende muito de Neymar para brilhar, já que existe uma preocupação com as seguidas lesões de Fred e os reservas da posição estão longe de repetir o desempenho dos titulares.

O técnico Luiz Felipe Scolari anunciou nesta quarta-feira os 23 convocados do Brasil para o Mundial e os atacantes escolhidos foram Neymar, Fred, Jô, Bernard e Hulk, os mesmos da Copa das Confederações.

No torneio do ano passado preparatório para o Mundial, o Brasil conquistou o título com cinco vitórias em cinco jogos, mas desde então Fred sofreu com algumas contusões e só voltou a atuar regularmente no Fluminense neste ano.

O reserva dele, Jô, que se machucou no fim de semana e deve ficar cerca de 15 dias afastado, não tem a mesma capacidade de finalização de Fred e possui pouca experiência na seleção brasileira, assim como Bernard, o mais jovem do grupo, com 21 anos.

Já Hulk, que tem atuado como titular do Brasil, joga mais pelas pontas, ajudando a municiar o ataque, o que deixa a equipe bastante dependente de seu principal jogador, Neymar, para fazer os gols.

Outro questionamento que se faz em relação às escolhas de Felipão é a opção por Julio Cesar. O goleiro será titular apesar de atuar no Toronto FC e de ter ficado um longo período sem jogar após ter problemas com seu ex-clube, o inglês Queens Park Rangers.

“A gente tem algumas preocupações, o Julio Cesar está no Canadá, o Fred com as lesões, são preocupações importantes, e jogar (a Copa) no Brasil a responsabilidade é muito grande”, disse o ex-volante Mauro Silva, campeão mundial em 1994.

Fred ignora a preocupação com sua forma física e afirmou que deseja marcar gols em todos os jogos da Copa do Mundo, que começa em 12 de junho com a partida entre Brasil e Croácia, em São Paulo.

“Meu papel é fazer gols e não falei em números na Copa das Confederações como não vou fazer agora. Posso dizer que quero fazer gols em todos jogos, ajudar a seleção e buscar esse título mundial”, declarou ele, que marcou cinco gols e foi o artilheiro da competição de 2013 ao lado do espanhol Fernando Torres.

HOMENS DE CONFIANÇA

O Brasil buscará seu sexto título mundial com uma defesa considerada mais forte do que o ataque, diferentemente do que ocorreu no passado, como destacou o campeão mundial de 1970 Rivelino.

“Se você voltar no tempo, em 1958 era Pelé e Vavá; em 1962, Pelé e Vavá; em 1970, Pelé e Tostão. Daí o Bebeto e Romário (em 1994) e então Rivaldo e Ronaldo (em 2002)”, disse Rivelino em entrevista à Reuters.

Para ele, o único jogador da equipe atual que seria titular em 1970 seria o zagueiro Thiago Silva, capitão do time e que jogará ao lado de David Luiz, do Chelsea, na zaga. Os titulares das laterais serão Daniel Alves, do Barcelona, e Marcelo, do Real Madrid.

Entre os 23 convocados por Felipão, a principal novidade foi o zagueiro Henrique, do Napoli, que ficou com a quarta vaga na defesa.

“Fiquei surpreso com o Henrique. O Miranda joga muito há dois anos, e já marcou Cristiano Ronaldo, Messi... para jogar na seleção tem que ter merecimento. Pelo que Miranda e Filipe Luis fizeram pelo Atlético de Madri, eles mereciam uma chance”, afirmou o ex-meia da seleção Juninho Pernambucano.

“Futebol não se deve levar homens de confiança e sim os que estão no melhor momento.”

Henrique, que trabalhou com Felipão no Palmeiras há dois anos, disse que não se considera uma “surpresa” na lista para o Mundial. “Fico muito feliz e satisfeito com a confiança dada pelo Felipão e não posso me considerar surpresa porque estava entre os cotados. Só seria surpresa se não tivesse.”

Reportagem adicional de Rodrigo Viga Gaier, no Rio de Janeiro

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below