Hazard sofrerá pressão para repetir na Bélgica desempenho no Chelsea

quinta-feira, 8 de maio de 2014 12:39 BRT
 

Por William Schomberg

8 Mai (Reuters) - As chances de a seleção da Bélgica corresponder às previsões que a colocam como uma das surpresas da Copa do Mundo no Brasil dependem em grande parte dos velozes pés de Eden Hazard.

O jogador de 23 anos tem tido dificuldade de reproduzir na seleção o tipo de performance que ele produz pelo Chelsea e que o tornaram um dos principais talentos da Europa.

Com as arrancadas destruidoras de defesas de Hazard, sua objetividade em direção ao gol, a habilidade do meia-atacante de decidir partidas para sua equipe levaram a comparações com grandes nomes do futebol, como Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

Em uma jovem e talentosa seleção belga, cheia de confiança depois de levar o país para sua primeira Copa desde 2002, Hazard terá o papel de criar aberturas na defesa adversária para que colegas de seleção como Romelu Lukaku possam marcar.

Ele também estará sob pressão para marcar gols.

Perto do final da temporada, Hazard se aproxima da marca de 20 gols pelo Chelsea nesta temporada. Mas ele tem sofrido para repetir este desempenho pela Bélgica, com somente cinco gols em 43 partidas pela equipe.

Hazard mostrou flashes de sua forma no clube na seleção desde que o técnico Marc Wilmots assumiu a equipe em 2012. Wilmots tem atuado mais como mentor de Hazard do que seu antecessor, o crítico Georges Leekens.

Wilmots adotou um misto de elogios e pressão para tirar o melhor de Hazard, incluindo mais gols. "Não é o bastante", disse o técnico a um jornal belga em março. "Eu marquei 29 gols, embora eu fosse bem menos talentoso. Eu adoro Eden, mas eu peço a ele que seja mais influente."   Continuação...