Messi busca o prêmio maior com título mundial

quinta-feira, 8 de maio de 2014 12:47 BRT
 

Por Tim Hanlon

BARCELONA, 8 Mai (Reuters) - Depois de tantas conquistas com o Barcelona, Lionel Messi tem a chance de liderar a Argentina à glória na Copa do Mundo e construir a sua reputação como um dos melhores de todos os tempos.

Quatro vezes eleito o melhor jogador do mundo, Messi levantou muitos troféus pelo seu clube e se estabeleceu como um dos melhores jogadores de futebol da história, mas alguns acreditam que ele ainda precisa vencer a Copa do Mundo para ser considerado um gigante.

Outros pensam que ele já é, aos 26 anos -completa 27 durante o torneio, em 24 de junho.

Messi é inevitavelmente comparado a Diego Maradona, que foi a principal inspiração da nação na Copa do Mundo de 1986, no México, e vai viajar ao Brasil com muitas expectativas nas costas.

Muito vai depender de como ele vai lidar com a pressão e superar um fim de temporada na Espanha em que pareceu surpreendentemente indiferente.

No Barcelona, ele foi um jovem que subiu às equipes superiores, sempre muito elogiado, mas nunca deixou que o sucesso subisse à cabeça. Ele gostava de jogar bola, era em campo que melhor se expressava, e sua confiança nos gramados sempre contrastou com uma personalidade tímida.

Ele não se importava se havia milhões assistindo ao redor do mundo. Estava concentrado em desnortear os adversários com os seus truques.

Agora, mais perto dos 30 anos que dos 20, pai de um bebê, carrega a responsabilidade de ser o talismã do Barcelona e está em um clube cujos torcedores o veneram pelo que já conquistou.   Continuação...