Cristiano Ronaldo aprecia condição de azarão de Portugal

quinta-feira, 8 de maio de 2014 12:49 BRT
 

LISBOA, 8 Mai (Reuters) - Cristiano Ronaldo finalmente encerrou, em 2013, os quatro anos do reinado de Lionel Messi como melhor jogador do mundo, e seu papel de estrela da seleção portuguesa na Copa do Mundo no Brasil pode ser o coroamento de mais uma temporada brilhante para o atacante.

O jogador de 29 anos de origem humilde na ilha Madeira é agora um fenômeno de marketing, com quase 80 milhões de seguidores no Facebook. Ele conquistou sua segunda Bola de Ouro em janeiro, mesmo sem ter conquistado nenhum troféu pelo Real Madrid no ano passado.

Enquanto inspira um misto de amor e ódio entre os fãs de todas as cores, poucos podem contestá-lo como um dos melhores artilheiros de todos os tempos.

Desde que chegou ao Real Madrid a partir do Manchester United em 2009, comprado por um valor recorde à época de 80 milhões de euros, Ronaldo mostrou incrível regularidade e o argentino Lionel Messi foi o único a superá-lo na contagem de gols marcados nos últimos cinco anos.

A visão de Ronaldo arrancando para mais um contra-ataque devastador do Real Madrid ou acertando uma cobrança de falta certeira se tornou tão familiar como ver Messi driblar abrindo caminho em direção ao gol.

Ronaldo, no entanto, se parece mais com um cavalo de corrida, forçando seu caminho aos galopes por entre a zaga e desferindo chutes como raios a partir de qualquer direção. Ao marcar duas vezes nos 5 x 1 do amistoso vencido contra Camarões em março, ele se tornou o maior artilheiro de Portugal em todos os tempos, somando 49 gols em 110 jogos.

Apesar do dilúvio de gols, Ronaldo foi acusado algumas vezes de se manter apagado em jogos importantes e ele não obteve sucesso em marcar contra a Espanha nas oitavas de final da Copa do Mundo em 2010 ou na semifinal da Eurocopa 2012.

No entanto, após uma campanha portuguesa instável nas eliminatórias, ele praticamente garantiu sozinho o lugar de Portugal no Mundial, ao marcar todos os quatro gols na repescagem contra a Suécia em novembro, que acabou com um placar de 4 x 2 em dois jogos.

Portugal está no Grupo G da Copa, junto com Alemanha, Gana e Estados Unidos, e Ronaldo disse que terá prazer em jogar sem a mesma pressão a que é submetido no Real.   Continuação...