8 de Maio de 2014 / às 16:03 / 3 anos atrás

Justin Bieber russo quer surpreender o mundo em Mundial no Brasil

MOSCOU, 8 Mai (Reuters) - Com a possível exceção do técnico italiano Fabio Capello, não há estrelas na equipe da Rússia que virá ao Brasil para a disputa da Copa do Mundo neste ano.

Há um jogador, no entanto, que, com o tempo a seu lado, tem o potencial de atingir o topo e impressionar uma plateia global. Não seria surpresa se a maioria dos torcedores de fora da Rússia nunca tivesse ouvido falar do atacante do Dynamo Moscou Alexander Kokorin, de 23 anos, mas isso provavelmente vai mudar ao término do Mundial.

Kokorin, que lembra vagamente o astro pop canadense Justin Bieber, iniciou sua carreira na cidade natal de Valuyki, cerca de 800 quilômetros ao sul de Moscou.

Ele se mudou para a capital numa transferência para o Lokomotiv Moscou, mas não demorou muito para ele se transferir para o rival Dynamo.

Kokorin era visto como uma grande esperança para o futebol russo desde a adolescência e o frenesi em torno dele cresceu ainda mais quando ele marcou seu primeiro gol com a camisa do Dynamo aos 17 anos.

Agora, aos 23 anos, ele já conquistou os prêmios de jogador jovem russo em 2011 e continuou seu desenvolvimento ao ser convocado para defender a seleção de seu país na Eurocopa de 2012.

Ele não teve muitas oportunidades no período em que Dick Advocaat comandava a seleção, mas isso mudou com a chegada de Capello. O italiano tirou o melhor do atacante russo, que marcou cinco gols em 19 jogos, incluindo o gol mais rápido da seleção russa, aos 19 segundos, num jogo contra Luxemburgo.

“Em 2002, quando a Rússia jogou sua última Copa do Mundo, eu tinha 11 anos”, lembra Kokorin. “Eu assisti aos jogos num telão no centro de Moscou. Na época, eu sequer poderia sonhar que jogaria lá.”

Exceto no caso de uma lesão, Kokorin deve ser o primeiro nome na lista de convocados de Capello e o ambicioso atacante tem grandes planos para o Brasil.

“O mínimo para nós é passar da primeira fase, que é o que todos estão esperando e é o que temos de fazer”, disse.

“O máximo que podemos fazer é estar entre os três melhores... Por que não? Isso seria uma conquista fantástica para nossa equipe. Em termos de metas pessoais, só quero jogar a maior quantidade de jogos possível.”

Kokorin joga como segundo atacante em seu clube, mas Capello o tem usado pelo lado esquerdo onde ele desenvolveu um bom entrosamento com Alexander Kerzhakov.

O ídolo de infância de Kokorin é o ex-atacante brasileiro Ronaldo, e assim como seu ídolo, que também usava a camisa 9, não falta confiança a Kokorin.

“Meu sonho é marcar três gols na final da Copa do Mundo -marcar aos 9, aos 19 e aos 29 minutos”, disse ele sorrindo. “No entanto, já que vamos fantasiar, então seria possível nos tornarmos campeões do universo.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below