COI afirma que não há planos de mudar sede da Olimpíada do Rio

sexta-feira, 9 de maio de 2014 13:30 BRT
 

BERLIM, 9 Mai (Reuters) - Londres não foi abordada sobre a possibilidade de sediar a Olimpíada de 2016 por causa dos atrasos no Rio de Janeiro, disse o Comitê Olímpico Internacional (COI) nesta sexta-feira, jogando um balde de água fria nas notícias publicadas pela mídia inglesa dizendo que os Jogos poderiam mudar de sede.

"Não há um pingo de verdade nisso", afirmou à Reuters uma autoridade do COI.

O Rio está atrasado no cronograma de preparação para os Jogos e o COI pediu aos organizadores para acelerar os trabalhos. Recentemente o COI montou um esquema para monitorar os progressos mais de perto.

Os preparativos do Rio têm sido assolado por atrasos, aumento de custos e acusações má comunicação entre os diferentes níveis do governo brasileiro e os organizadores.

A construção do Complexo Esportivo de Deodoro, um dos parques olímpicos dos Jogos, sequer começou.

O vice-presidente do COI, John Coates, disse no mês passado que os preparativos do Rio são os piores que ele já viu.

Londres sediou a Olimpíada de 2012 e essa não é a primeira vez em que cidades-sede anteriores foram consideradas como possíveis substitutas. Sydney, sede dos Jogos de 2000, chegou a ser cotada como alternativa diante dos atrasos na organização da Olimpíada de Atenas, em 2004.

(Reportagem de Karolos Grohmann)

 
Operários fotografados em frente ao canteiro de obras para o Parque Olímpico de 2016, no Rio de Janeiro. Londres não foi abordada sobre a possibilidade de sediar a Olimpíada de 2016 por causa dos atrasos no Rio de Janeiro, disse o Comitê Olímpico Internacional (COI) nesta sexta-feira. 8/04/2014. REUTERS/Ricardo Moraes