Colômbia ordena cancelamento de contrato da Odebrecht para construção de rodovia e abertura de nova licitação

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017 07:45 BRST
 

BOGOTÁ (Reuters) - A Superintendência da Indústria e Comércio da Colômbia ordenou na quinta-feira o cancelamento do contrato de uma concessão à empreiteira brasileira Odebrecht para a construção de uma importante rodovia e também ordenou a abertura de uma licitação para conceder a obra a outra empresa.

A decisão foi tomada como consequência do escândalo que a Odebrecht enfrenta na Colômbia e outros países da América Latina após ter pago milhões em propinas para receber obras.

"Com o objetivo de restabelecer a livre competição econômica, a Superintendência ordenou à Agência Nacional de Infraestrutura finalizar de maneira imediata o Contrato de Concessão da Rota do Sol Trecho 2, junto às suas modificações, adições e outros", informou o órgão em comunicado.

A concessão para construção de uma estrada de 528 quilômetros, avaliada em cerca de 1,7 bilhão de dólares, estava sob controle da Odebrecht com 62 por cento e a Corporação Financeira Colombiana era sócia, com 33 por cento. A CSS Constructores tinha os 5 por cento restantes.

A Odebrecht se declarou culpada em dezembro em tribunal nos Estados Unidos por violar normas contra propinas, após investigação no Brasil sobre uma extensa rede de corrupção entre 2001 e 2016, na qual pagou cerca de 439 milhões de dólares a partidos políticos, funcionários estrangeiros e seus representantes em vários países da América Latina.

(Reportagem de Nelson Bocanegra)

 
Sede da Odebrecht em São Paulo
21/12/2016
REUTERS/Paulo Whitaker