Maia diz que reforma da Previdência é "único caminho" para o país e não será desfigurada

segunda-feira, 20 de março de 2017 14:55 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta segunda-feira que a reforma da Previdência é o "único caminho" para o Brasil e mostrou confiança de que a proposta apresentada pelo governo será preservada pelo Congresso.

“Não será desfigurada, eu estou muito confiante", disse Maia a jornalistas, após participar de evento da Câmara Americana de Comércio Brasil-Estados Unidos (Amcham), em São Paulo. "Eu tenho certeza que o relator e o presidente da comissão vem fazendo um bom trabalho.”

Em sintonia com o discurso do governo para defender a reforma, Maia disse que a rejeição da proposta levaria ao "caos econômico".

"A gente tem muita firmeza do que a gente está defendendo e a gente tem muita firmeza que o dia seguinte de uma não aprovação da reforma da Previdência será o caos econômico no Brasil", afirmou o deputado.

"Será o forte crescimento da taxa de juros no Brasil, vai ser a perda definitiva da credibilidade do Brasil para investimento do setor privado, a sinalização da continuação do crescimento do desemprego no Brasil", acrescentou. "A gente precisa falar isso para a sociedade, que a reforma da Previdência trará benefícios também no curto prazo.”

Durante discurso no evento, Maia já havia dito que a aprovação da reforma é o "único caminho" para o país.

“Nós vamos aprovar a reforma da Previdência, nós precisamos aprovar a reforma da Previdência", disse. "Os deputados precisam entender que o único caminho que o Brasil tem é aprovar a reforma da Previdência.”

A proposta de reforma do presidente Michel Temer tem sofrido resistências até mesmo entre parlamentares da base governista. Entre os pontos mais criticados do texto estão a idade mínima de 65 anos para se aposentar, a necessidade de se trabalhar por 49 anos para obter o benefício integral e as regras de transição previstas na proposta.

“Acho que a reforma que o governo encaminhou é muito justa e vai dar ao Brasil, pela primeira vez, condições iguais a todos os brasileiros. Hoje poucos brasileiros têm uma Previdência muito melhor que os outros brasileiros”, avaliou Maia.   Continuação...

 
Rodrigo Maia durante entrevista à Reuters
3/8/2016    REUTERS/Adriano Machado