Delação de Joesley aponta pagamentos de US$50 mi para Lula e US$30 mi para Dilma no exterior

sexta-feira, 19 de maio de 2017 15:18 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os depoimentos de Joesley Batista, um dos controladores da JBS, e do executivo do grupo Ricardo Saud apontam para pagamentos de vantagens indevidas de 50 milhões de dólares ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de 30 milhões de dólares à ex-presidente Dilma Rousseff, ambos em contas no exterior.

A informação é do Ministério Público Federal e consta de inquérito no qual o presidente Michel Temer também é investigado.

(Por Alexandre Caverni)

 
Lula e Dilma após depoimento do ex-presidente ao juiz Sérgio Moro em Curitiba
10/5/2017     REUTERS/Rodolfo Buhrer