CORREÇÃO-Corpo do padre que decolou com balões é encontrado

sexta-feira, 4 de julho de 2008 15:44 BRT
 

(Corrige no 2o parágrafo local de onde o padre decolou, para Paranaguá (PR), e não sul de Santa Catarina)

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Um rebocador que prestava serviço para a Petrobras na costa do município de Maricá, no Rio de Janeiro, encontrou o corpo do padre Adelir de Carli, que usou mil balões para tentar voar.

O padre, que tinha 42 anos, decolou de Paranaguá (PR) suspenso por mil balões de festa coloridos no dia 20 de abril.

A Petrobras informou que o corpo, localizado na quinta-feira, estava com a mesma roupa e mochila do dia do seu desaparecimento, e foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Macaé para confirmar a identidade.

"As roupas e os tênis indicam que é ele", informou a assessoria da Petrobras.

O rebocador Anna Gabriela estava operando a 100 quilômetros da costa do litoral, próximo à plataforma P-10, da Petrobras. O corpo foi encontrado às 16h e chegou a Macaé na madrugada desta sexta-feira.

A viagem do padre tinha como objetivo quebrar o recorde de permanência no ar com balões preenchidos por gás hélio, mas ele foi surpreendido por um vento forte que o levou para o Oceano.

As buscas pelo padre já haviam sido encerradas.

(Reportagem de Denise Luna)

 
<p>Corpo do padre que decolou com bal&otilde;es &eacute; encontrado em Maric&aacute;. Um rebocador que prestava servi&ccedil;o para a Petrobras na costa do munic&iacute;pio de Maric&aacute;, no Rio de Janeiro, encontrou o corpo do padre Adelir de Carli, que usou mil bal&otilde;es para tentar voar. Foto do Arquivo. Photo by Reuters (Handout)</p>