27 de Novembro de 2011 / às 13:08 / em 6 anos

Liga Árabe aprova sanções econômicas imediatas à Síria

CAIRO (Reuters) - A Liga Árabe aprovou neste domingo sanções econômicas imediatas à Síria em meio ao agravamento da violência no país. As sanções foram aprovadas por 19 dos 22 membros da Liga Árabe.

As medidas são proibição de viagem de autoridades sírias,congelamento de ativos relacionados ao governo do presidente Bashar al-Assad, paralisação de investimentos e suspensão de transações com o Banco Central do país. As informações são do primeiro-ministro e ministro das Relações Exteriores do Catar, Sheikh Hamad bin Jassim al-Thani.

“A decisão deve ser implementada imediatamente, começando hoje”, afirmou o ministro do Catar.

Hamad já havia dito que os árabes buscavam evitar a que se repita na Síria o que ocorreu na Líbia, onde uma resolução do Conselho de Segurança da ONU abriu caminho para ataques aéreos da Otan.

“Todo o nosso esforço está sendo feito para evitar essa interferência”, afirmou. Ele acrescentou que, se a comunidade internacional percebesse que os árabes não estavam comprometidos, ele não poderia garantir que interferência não ocorreria.

Os ministros foram instigados a agir pelo agravamento da situação no país de al-Assad depois de ele ter falhado em implementar um plano de paz regional. Damasco ignorou prazo para deixar entrar no país monitores árabes e para tomar medidas para acabar com a repressão do governo a um levante que já dura oito meses contra o regime de Assad.

Reportagem de Yasmine Saleh e Ayman Samir

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below