3 de Novembro de 2012 / às 16:13 / 5 anos atrás

Democrata disputa contra democrata na eleição da Califórnia

Por Alex Dobuzinskis

LOS ANGELES, 3 Nov (Reuters) - Dois congressistas rivais do Partido Democrata estão provando que plataformas semelhantes não garantem amizade, em uma disputa acirrada no Estado da Califórnia, que algumas vezes mais parece um reality show do que uma campanha eleitoral.

A eleição tem de um lado o deputado Howard Berman, representante democrata no Comitê de Assuntos Externos da Câmara dos Deputados, e, de outro, o deputado Brad Sherman, destacado integrante do Comitê de Serviços Financeiros da Câmara, eleito pela primeira vez em 1996.

A corrida Sherman-Berman é resultado do novo panorama eleitoral da Califórnia, o qual combina um redesenho dos distritos eleitorais e um novo sistema de escolha dos deputados, pelo qual os dois mais votados saem na frente, independentemente do partido político.

A disputa é uma das oito para a Câmara dos Deputados no Estado, o mais populoso dos EUA, em que dois deputados do mesmo partido disputam um contra o outro.

A briga entre Sherman-Berman vem se destacando pelo tom árido.

Sherman, de 58 anos, e Berman, de 71, representavam distritos adjacentes no Vale de San Fernando, um subúrbio de Los Angeles, mas agora foram forçados a competir pelo mesmo distrito.

Em um turbulento debate este mês, Sherman pôs o braço em volta de Berman, que é mais velho e mais magro, e não fez isso de um modo simpático. Isso aconteceu num palco de uma faculdade, depois que Berman deu um passo em direção a Sherman, que pôs o braço em volta do colega congressista e disse. "Você quer chegar a isto?" A impressão é que eles estavam prestes a partir para a luta corporal.

Um vídeo do encontro, de agressividade incomum na campanha, se tornou viral na internet.

Se esse foi um dos piores momentos, a batalha de quase 14 milhões de dólares tem uma elevada pontuação como uma das mais caras corridas pelo Congresso em 2012.

A campanha de Berman gastou 5,4 milhões de dólares e a de Sherman, 4,9 milhões, tendo grupos de fora despejado outros 3,4 milhões de dólares, segundo o Center for Responsive Politics. A entidade aponta a disputa como a quinta mais cara para a Câmara dos Deputados, quando se considera também o dinheiro de fora injetado nos candidatos.

Os democratas prefeririam ver esse dinheiro usado contra os rivais republicanos.

"Não é como se eu e Howard nos reuníssemos no ... Marriott para drinks numa noite de sexta-feira", disse Sherman, fazendo piada em uma entrevista por telefone, ao reconhecer que seu relacionamento de trabalho com Berman não estava "num ponto alto".

Nenhum dos dois havia enfrentado um duro adversário desde que tinham sido eleitos para o Congresso, por isso, nenhum deles esteve antes tão perto de perder sua cadeira na Câmara.

As disputas entre partidos surgiram depois que uma comissão independente reconfigurou os distritos eleitorais da Califórnia para a eleição deste ano.

(Reportagem de Alex Dobuzinskis)

maitesouza@hotmail.com

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below