Deterioração da economia da zona do euro se aprofunda em outubro--PMI

terça-feira, 6 de novembro de 2012 07:53 BRST
 

Por Andy Bruce

LONDRES, 6 Nov (Reuters) - A deterioração da economia da zona do euro se aprofundou no início do quarto trimestre, uma vez que empresas em toda a região enfrentaram em outubro seu pior mês desde junho de 2009, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) nesta terça-feira.

O PMI Composto do instituto Markit caiu em outubro para 45,7 ante 46,1 em setembro, ligeiramente abaixo da preliminar de 45,8 há duas semanas e marcando o nono mês consecutivo abaixo da marca de 50 que divide expansão de contração.

A fraqueza foi generalizada em todas as principais economias da zona do euro, com a atividade empresarial no maior mercado, a Alemanha, também contraindo a um ritmo mais rápido no mês passado.

O Markit, que compila os dados, afirmou que a última leitura é consistente com uma contração da economia da zona do euro a uma taxa trimestral de cerca de 0,5 por cento.

Se os PMIs não melhorarem para novembro e dezembro, a economia da zona do euro pode facilmente enfrentar uma forte contração no quarto trimestre em vez da estagnação projetada em uma pesquisa com economistas há duas semanas.

A pesquisa fará pouco para alterar a expectativa da maioria dos economistas de que o Banco Central Europeu (BCE) irá reduzir sua taxa de juros para uma nova mínima recorde de 0,5 por cento, embora provavelmente no início do próximo ano e não nesta quinta-feira.

"O sentimento ainda está sendo afetado com força uma vez que as empresas se preocupam com o impacto da fraca demanda doméstica e de uma desaceleração da economia global", disse o economista sênior do Markit, Rob Dobson.

"Sinais de que a contração da Alemanha ganhou ritmo são particularmente decepcionantes, dado o importante papel que um desempenho forte da Alemanha pode ter em estimular o crescimento em outros lugares da zona do euro."

O PMI de serviços de outubro, que cobre empresas que vão de bancos a restaurantes, foi revisado para 46,0 ante 46,2 na leitura preliminar, contra 46,1 em setembro.

Isso significa que o PMI de serviços está agora em seu menor nível desde julho de 2009.

 
Retração na economia europeia se agravou no começo do quarto trimestre deste ano. 06/11/2012 REUTERS/Yorgos Karahalis