7 de Novembro de 2012 / às 05:18 / 5 anos atrás

Obama é reeleito e Congresso permanece dividido nos Estados Unidos

Partidários do presidente norte-americano, Barack Obama, comemoram sua reeleição em Chicago, nos Estados Unidos, na noite de terça-feira. 06/11/2012Kevin Lamarque

Por Steve Holland e John Whitesides

WASHINGTON, 7 Nov (Reuters) - O presidente norte-americano, Barack Obama, foi reeleito para um segundo mandato na Casa Branca nesta quarta-feira, projetaram emissoras de televisão dos Estados Unidos, que também apontaram que o Congresso do país permanecerá dividido, com os democratas controlando o Senado e os republicanos com o domínio na Câmara.

Obama venceu o republicano Mitt Romney em uma série de Estados-chave, apesar da fraca recuperação econômica e do elevado desemprego persistente. Os eleitores tiveram de escolher entre duas visões completamente diferentes para o país.

A vitória de Obama em Ohio, o Estado mais disputado, conforme as projeções das emissoras de TV, o coloca no topo da briga pelos 270 votos do Colégio Eleitoral necessários para permanecer na Casa Branca, acabando com as esperanças de Romney de vencer em uma série de Estados-chave.

Obama obteve vitórias apertadas em Ohio, Wisconsin, Iowa, Pensilvânia e New Hampshire, enquanto o único Estado-chave conquistado por Romney foi a Carolina do Norte, de acordo com as projeções das emissoras.

Até o momento, não havia comentários da campanha de Romney sobre os resultados.

Pelo menos 120 milhões de pessoas eram esperadas para decidir entre o democrata e Romney após uma longa, cara e amarga campanha presidencial centrada em como reparar a economia em crise dos Estados Unidos.

Obama começa o seu segundo mandato de quatro anos enfrentando a difícil tarefa de enfrentar um déficit anual de 1 trilhão de dólares, reduzir a dívida nacional de 16 trilhões de dólares, reformar os caros programas sociais e lidar com um Congresso dividido que parece manter o mesmo impasse partidário.

A reeleição projetada de Obama também deverá decidir os rumos dos Estados Unidos nos próximos quatro anos em questões como gastos públicos, saúde, o papel do Estado e os desafios da política externa, como a ascensão da China e as ambições nucleares do Irã.

Cada candidato ofereceu políticas diferentes para curar o que aflige a economia norte-americana, com Obama prometendo aumentar os impostos para os ricos, enquanto Romney propunha uma desoneração tributária generalizada, como forma de estimular a retomada do crescimento econômico.

Dentro da sede da campanha de Obama em Chicago, funcionários irromperam em aplausos na medida em que cada Estado era projetado em favor do presidente.

Obama assistiu aos resultados em sua casa em Chicago. O estrategista sênior da campanha, David Axelrod, disse via email que ele estava se sentindo "ótimo".

Romney fez visitas de última hora para Ohio e Pensilvânia na terça-feira para tentar elevar participação nas urnas nesses Estados, enquanto o vice-presidente Joe Biden foi enviado para Ohio. Obama permaneceu em Chicago.

Reportagem adicional de Jeff Mason, em Chicago; de Patricia Zengerle, em Boston; de Edith Honan, em Nova York; de Brendan O'Brien, em Milwaukee; de Dave Warner, na Filadélfia; de Philip Barbara, em Nova Jersey; de Matt Spetalnick, Lisa Lambert, Susan Heavey, Thomas Ferraro, Susan Cornwell, Anna Yukhananov e Roberta Rampton, em Washington

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below