Manifestantes entram em confronto com polícia em feriado na Polônia

domingo, 11 de novembro de 2012 16:15 BRST
 

Por Marcin Goettig e Rob Strybel

VARSÓVIA, 11 Nov (Reuters) - A tropa de choque da polícia da capital polonesa usou cassetetes e balas de borracha no domingo para dispersar uma multidão de extremistas de direita que a atacava com fogos de artifício e pedaços de concreto. Os confrontos ocorreram após um desfile para marcar o feriado nacional.

Milhares de policiais já estavam presentes nas ruas de Varsóvia para tentar impedir que nacionalistas de direita e grupos radicais de esquerda usassem o feriado do dia da independência como uma oportunidade para lutar uns contra os outros.

Este é o segundo ano em que as celebrações acabaram em violência, evidenciando o grande abismo entre aqueles que querem uma sociedade conservadora religiosa que rejeita a influência estrangeira e aqueles que querem que a Polônia se alinhe aos países europeus.

Enquanto os manifestantes se reuniam para a manifestação de extrema-direita, jovens com os rostos cobertos por lenços gritavam palavras de ordem nacionalistas e protestavam contra supostas conspirações judaicas.

"A Polônia está indo na direção ... de dependência, dependência energética, dependência econômica", disse um dos manifestantes, que disse se chamar Wojciech.

Os conflitos começaram quando alguns manifestantes de direita jogaram rojões contra a tropa de choque da polícia, que isolava a área.

Um correspondente da Reuters viu a polícia reagir agredindo os manifestantes com cassetetes, forçando-os a se dispersar em ruas próximas. Alguns manifestantes arrancaram pedaços de concreto em uma construção para arremessar.

A polícia usou megafones para avisar os manifestantes que iria usar balas de borracha, canhões de água e gás lacrimogêneo.