Ex-tesoureiro do PT é condenado a 8 anos e 11 meses de prisão

segunda-feira, 12 de novembro de 2012 19:19 BRST
 

BRASÍLIA, 12 Nov (Reuters) - O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares foi condenado a 8 anos e 11 meses de prisão por seu envolvimento no mensalão, segundo decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta segunda-feira, e deverá cumprir pelo menos parte da pena em regime fechado.

Delúbio foi condenado por formação de quadrilha e corrupção ativa no esquema de desvio de dinheiro público para compra de apoio político ao governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Congresso.

De acordo com o voto preparado pelo relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, e que foi acompanhado pela maioria dos ministros, Delúbio foi condenado a dois anos e três meses por formação de quadrilha e seis anos e oito meses por corrupção ativa.

Segundo Barbosa, o ex-ministro José Dirceu, condenado a 10 anos e 10 meses pelos mesmos crimes, dizia a Delúbio "a quem, quando e quanto devia ser pago a título de propina".

O ministro Luiz Fux acrescentou: "talvez ele (Delúbio) tenha operado para o núcleo político o que Marcos Valério foi para o (núcleo) publicitário", referindo-se ao empresário considerado o operador do esquema.

O Código Penal brasileiro prevê que penas entre 4 e 8 anos sejam cumpridas em regime semiaberto e acima de 8 anos em regime fechado.

(Reportagem de Ana Flor e Hugo Bachega)