Kassab diz que trabalhará para que PSD apoie Dilma em 2014

terça-feira, 13 de novembro de 2012 14:07 BRST
 

Por Jeferson Ribeiro

BRASÍLIA, 13 de Nov (Reuters) - Depois de jantar com a presidente Dilma Rousseff, o prefeito de São Paulo e presidente do PSD, Gilberto Kassab, disse nesta terça-feira que trabalhará pessoalmente para que seu partido apoie a reeleição dela à Presidência em 2014 e que nos próximos meses a sigla definirá uma unidade sobre a posição que deve adotar no Congresso em relação ao governo petista.

"(Eu disse a ela que) caso ela fosse candidata à reeleição eu, do ponto de vista pessoal, eu iria defender sua reeleição dentro do partido. Mas é uma questão que será discutida ao longo do próximo ano", disse Kassab na Câmara dos Deputados, onde recebe uma homenagem pela gestão à frente da prefeitura de São Paulo.

Segundo ele, a presidente não convidou o PSD para integrar oficialmente a base aliada no Congresso e nem ofereceu à legenda uma vaga no seu ministério.

Kassab, porém, disse que se a maioria dos membros do partido decidir pelo ingresso formal na aliança governista ficaria honrado com um convite para o ministério.

"Definido nosso posicionamento, caso seja esse direcionamento feito em relação a apoio à presidenta, seria uma honra muito grande", disse o presidente do PSD, criado há pouco mais de um ano e que elegeu quase 500 prefeitos no pleito de outubro. Com isso, a sigla tornou-se a quarta maior força no comando dos municípios, atrás de PMDB, PSDB e PT.

DIVIDIDO

Apesar de não integrar formalmente a base governista no Congresso, a maioria dos parlamentares do partido já tem apoiado várias propostas do Executivo, sendo inclusive mais fiel do algumas legendas que formam aliança governista.

Dias depois do segundo turno da eleição municipal, realizado em 28 de outubro, fontes do Planalto disseram à Reuters que Dilma pretendia fazer uma mudança de "pequena extensão" no primeiro escalão do governo para ampliar o espaço do PMDB na Esplanada dos Ministérios e para acomodar o PSD.   Continuação...

 
Prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (D), e ministro dos Esportes, Aldo Rebeldo (E), falam durante coletiva de imprensa após visita à construção do estádio do Corinthians, em São Paulo. Depois de jantar com a presidente Dilma Rousseff, o prefeito de São Paulo e presidente do PSD, Gilberto Kassab, disse nesta terça-feira que trabalhará pessoalmente para que seu partido apoie a reeleição dela à Presidência em 2014 . 22/05/2012 REUTERS/Junior Lago