Falta de eletricistas atrasa recuperação de NY após Sandy

quarta-feira, 14 de novembro de 2012 10:49 BRST
 

Por Beth Pinsker Gladstone e Chris Francescani

NOVA YORK, 14 Nov (Reuters) - Um dos principais motivos de tensão entre autoridades e moradores das áreas mais atingidas de Nova York pela supertempestade Sandy são os sistemas elétricos danificados, e, tornando as coisas piores, não há eletricistas suficientes na cidade.

Apesar de as empresas fornecedores de energia terem conseguido religar o sistema em quase todas as ruas de Nova York, entre 30.000 a 40.000 casas continuam sem luz devido a temores de que problemas na fiação elétrica possa causar incêndios. E muitos moradores temem ter de enfrentar o frio e o escuro por semanas, ou até meses, porque não conseguem encontrar ou pagar um eletricista.

Reconhecendo esse problema, o prefeito Michael Bloomberg anunciou na sexta-feira um programa de "Consertos Rápidos", criado em conjunto com a Agência Federal de Gestão de Emergências (Fema) para fornecer eletricistas e outros empreiteiros gratuitamente para aqueles que foram gravemente atingidos pela supertempestade, com reparos pagos com recursos da agência federal.

Segundo Bloomberg, assim será mais rápido do que fazer com que proprietários individuais procurem por seus próprios eletricistas.

O único problema é que o programa deve levar algum tempo para entrar em vigor -- os regulamentos da cidade que determinam quem pode fazer o trabalho elétrico parecem ser parte do problema. Na segunda-feira, Bloomberg disse que "é muito cedo para estimar quanto tempo isso vai levar", acrescentando: "Vamos ver à medida que formos indo. Se todo mundo depender do seu próprio eletricista, levaria muito tempo."

A Tishman Construction, que está executando o programa para a cidade, disse que vai começar a montar pelo menos 100 equipes de empreiteiros na quinta-feira.

Um líder do sindicato que está atuando com as autoridades da cidade no programa de reparos rápidos disse que não há eletricistas suficientes na cidade de Nova York disponíveis para lidar eficientemente com todas as inspeções e reparos necessários para reabilitar a energia para dezenas de milhares de moradores da cidade.

Esse sindicalista, que pediu anonimato, disse que o governador de Nova York, Andrew Cuomo, está considerando um plano para expandir o programa, a fim de permitir que qualquer eletricista licenciado do Estado de Nova York possa participar, em vez de apenas trabalhadores licenciados na cidade.

 
Trabalhadores de empresas de energia e telefonia reparam linhas telefônicas e elétricas em região onde foram derrubadas pela tempestade Sandy, em Seaside Heights, Nova Jersey. Um dos principais motivos de tensão entre autoridades e moradores das áreas mais atingidas de Nova York pela supertempestade Sandy são os sistemas elétricos danificados, e, tornando as coisas piores, não há eletricistas suficientes na cidade.13/11/2012 REUTERS/Tom Mihalek