20 de Novembro de 2012 / às 13:07 / em 5 anos

França diz que fundamentos são bons apesar de redução de rating

PARIS, 20 Nov (Reuters) - A França disse que irá responder ao rebaixamento do crédito pela Moody’s estimulando reformas econômicas, mas criticou o fato de a agência de classificação de risco ter ignorado os esforços já feitos para buscar reativar a segunda maior economia da zona do euro.

Ministro das Finanças da França, Pierre Moscovici, caminha após coletiva de imprensa do Ministério da Economia em Paris, França. A França disse que irá responder ao rebaixamento do crédito pela Moody's estimulando reformas econômicas, mas criticou o fato de a agência de classificação de risco ter ignorado os esforços já feitos para buscar reativar a segunda maior economia da zona do euro. 20/11/2012 REUTERS/Gonzalo Fuentes

O país já havia perdido a classificação triplo A da Standard & Poor’s em janeiro, de modo que a redução da Moody’s não foi uma surpresa, mas ela sublinhou dúvidas sobre a habilidade de o presidente socialista François Hollande de reequilibrar as finanças francesas.

O rebaixamento também destacou divergências com a Alemanha. O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schaeuble, disse nesta terça-feira que a França recebeu um “pequeno alerta” da agência.

Apesar disso, o corte da Moody’s para Aa1 com perspectiva negativa não afeta o status dos bônus franceses como “portos seguros” na crise que afeta a região, ao lado dos da Alemanha.

“A Moody’s questionou a capacidade da França em fazer as reformas, então cabe a nós mostrar que nós vamos fazer essas reformas”, afirmou o ministro das Finanças francês, Pierre Moscovici, em entrevista na terça-feira.

“A mudança do rating não coloca em questão os fundamentos econômicos do país, os esforços feitos pelo governo ou nosso bom histórico de crédito”, afirmou Moscovici.

O governo planeja para 2013 uma redução drástica nos gastos públicos, que seria o maior aperto fiscal em 30 anos. Mas precisa também reverter a desaceleração do crescimento que levou o desemprego para níveis não vistos há 13 anos.

O rebaixamento derrubou o euro 0,30 por cento para 1,2770 em relação ao dólar na noite de segunda-feira, mas a moeda europeia recuperava-se e era negociada a 1,2806 por dólar nesta terça-feira.

O rendimento do principal título público francês de 10 anos estava praticamente estável em 2,10 por cento contra os 2,08 por cento antes do downgrade.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below