Discórdia sobre orçamento ameaça pôr EUA em recessão, diz Bernanke

terça-feira, 20 de novembro de 2012 16:31 BRST
 

NOVA YORK, 20 Nov (Reuters) - O chairman do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, Ben Bernanke, afirmou nesta terça-feira que 2013 pode ser um "ano muito bom" para a economia norte-americana se os políticos chegarem rapidamente a um acordo para evitar o chamado abismo fiscal.

O poderoso chefe do banco central disse que a economia dos Estados Unidos pode ter um 2013 forte se os políticos chegarem rapidamente a um acordo para evitar o chamado abismo fiscal, acrescentando que o estímulo mais recente do Fed continuará dando apoio.

Bernanke argumentou que os temores sobre o abismo de vencimento de cortes de impostos e reduções de gastos do governo, programados para entrar em vigor no começo do ano que vem, já estão causando incertezas nos mercados financeiros e possivelmente prejudicando o crescimento.

"Tais incertezas só serão aumentadas por discórdia e atraso", disse ele em comentários preparados para o Clube Econômico de Nova York. "Por outro lado, cooperação e criatividade para dar clareza fiscal --em particular, um plano para resolver as questões orçamentárias de longo prazo sem prejudicar a recuperação-- podem ajudar a tornar o novo ano muito bom para a economia norte-americana."

A economia cresceu a uma fraca taxa anual de 2 por cento no terceiro trimestre e economistas esperam que os últimos três meses do ano sejam ainda mais fracos. A taxa de desemprego continua em elevados 7,9 por cento, o que, segundo Bernanke, está muito acima dos níveis que o Fed acredita serem realizáveis sem causar pressões nos preços relacionadas aos salários.

Bernanke reiterou a estimativa do banco central de que espera manter as taxas de juros próximas de zero até, pelo menos, meados de 2015, mas deu poucos sinais de como o Fed pode usar seu programa de compra de títulos no começo do ano que vem.

"Nós queremos ter certeza que a recuperação está estabelecida antes de começarmos a normalizar a política", disse ele.

(Reportagem de Jonathan Spicer e Leah Schnurr; reportagem adicional de Alister Bull em Washington)

 
Chairman do Fed, Ben Bernanke, discursa para o Clube Econômico de Nova York nos EUA. Bernanke afirmou nesta terça-feira que 2013 pode ser um "ano muito bom" para a economia norte-americana se os políticos chegarem rapidamente a um acordo para evitar o chamado abismo fiscal. 20/11/2012 REUTERS/Brendan McDermid