Caminhão-bomba mata 2 e deixa mais de 70 feridos no Afeganistão

sexta-feira, 23 de novembro de 2012 08:04 BRST
 

KABUL, 23 Nov (Reuters) - Um caminhão-bomba dirigido por um suicida matou duas pessoas e deixou mais de 70 feridos na instável região leste do Afeganistão nesta sexta-feira, disseram autoridades. Soldados estrangeiros estão entre os feridos.

O Taliban assumiu a autoria do ataque em Maidan Shahr, capital da província de Wardak, 35 quilômetros a sudoeste da capital Cabul. Não ficou claro de imediato qual era o alvo do ataque.

Um porta-voz das forças lideradas pela Otan disse que ao menos seis tropas da coalizão sofreram ferimentos leves na explosão ocorrida perto do escritório do governo local, mas não deu mais detalhes.

O suicida detonou os explosivos que estavam dentro de um caminhão pipa a cerca de 40 metros de um centro de operações conjuntas das tropas afegãs e da coalizão estrangeira, disse o policial Ahmad Wali à Reuters, por telefone.

O Taliban clamou a autoria do ataque em uma mensagem de texto enviada a jornalistas.

Os Estados Unidos têm um contingente considerável de tropas na província de Wardak, onde dois homens-bomba mataram oito civis e quatro policias afegãos em uma base da Otan em setembro.

Wardak foi o local onde as forças estrangeiras sofreram a pior baixa em um único ataque durante os 11 anos de guerra no Afeganistão. No ano passado, o Taliban derrubou um helicóptero de transporte, matando 38 militares, dos quais 30 norte-americanos, a maioria fuzileiros navais de elite.

(Reportagem de Hamid Shalizi e Martin Petty)