Tentativas de suicídio aumentam na Grécia com agravamento da crise

sexta-feira, 23 de novembro de 2012 16:54 BRST
 

ATENAS, 23 Nov (Reuters) - O número de pessoas na Grécia que tentam suicídio está subindo conforme a crise econômica se aprofunda, de acordo com dados oficiais.

Houve 677 tentativas de suicídio em 2009, 830 em 2010 e 927 em 2011, informou o ministro da Ordem Pública, Nikos Dendias, em uma resposta por escrito a questionamento de parlamentares.

Esse número deve aumentar este ano, com 690 incidentes registrados pela polícia até 23 de agosto. Contudo, os números não esclarecem quantas dessas tentativas de fato levaram à morte.

Um farmacêutico aposentado de 77 anos se tornou um símbolo de angústia nacional ao se matou com uma arma em frente ao Parlamento, em Atenas, em abril. Ele deixou uma nota dizendo que se recusava a procurar por alimentos no lixo.

A Grécia caminha para o sexto ano de recessão em 2013.

A crise deixou um em cada cinco gregos sem trabalho e o Produto Interno Bruto diminuiu em um quinto. Muitos gregos culpam os cortes de gastos e os aumentos de impostos exigidos pelos credores --a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional-- pela sua situação.

(Reportagem de Harry Papachristou)

 
Mulher chora no local onde um homem cometeu suicídio na praça central de Syntagma, em Atenas, em abril. O número de pessoas na Grécia que tentam suicídio está subindo conforme a crise econômica se aprofunda, de acordo com dados oficiais. 05/04/2012 REUTERS/John Kolesidis